Publicidade
Amazônia
Cotidiano, Meio Ambiente, SEPA, SEPROR, Pesca, Tambaqui, Projeto de Lei, ALE-AM, Wilson Lisboa, Pesca Comercial

Pesca comercial do tambaqui deve ser proibida no AM

A redução da quantidade e do tamanho da espécie na natureza são as principais justificativas para projeto de lei que tramita na ALE-AM, de autoria do deputado estadual Wilson Lisboa (PCdoB) 21/02/2013 às 09:40
Show 1
De acordo com especialistas, o tamanho médio do tambaqui está reduzindo
Ana Célia Ossame Manaus

A proibição da pesca e comercialização do tambaqui (Colossoma macropomum) em todo o Amazonas pelo período mínimo de quatro anos é a única maneira de se preservar essa espécie da extinção comercial, afirmou nessa quarta-feira (20) o diretor da Secretaria Executiva da Pesca e Agricultura (Sepa) da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), José Leland Barroso.

Ao defender a aprovação de um projeto de lei que está tramitando na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), Leland diz que o tambaqui, atualmente, está sendo capturado tão pequeno nos rios e lagos do Amazonas que, em pouco tempo, perderá o valor comercial.

Na última terça-feira (19), o projeto foi aprovado na Comissão do Meio Ambiente Assembleia Legislativa do Amazonas, apresentado pelo deputado Wilson Lisboa (PCdoB), com o objetivo de proibir não só a captura, mas o transporte, comercialização e armazenamento dessa espécie que, segundo levantamentos, está a caminho da extinção.

Leland garante que essa “moratória” não terá impacto sobre a alimentação da população manauense porque só quem consome essas espécies da natureza são as pessoas de maior poder aquisitivo, devido ao alto preço.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).