Publicidade
Amazônia
Amazônia

Plano do Governo Federal investirá R$ 4 bilhões na pesca

O Plano Safra da Pesca de Aquicultura pretende produzir no país 2 milhões de toneladas na produção por ano. Governo Federal disponibilizará linhas de financiamento e assistência técnica aos produtores interessados em cultivar peixes  22/10/2012 às 16:42
Show 1
O Estado do Amazonas é o 3º PIB nacional em produção de pescado
acritica.com ---

A presidente da República, Dilma Rousseff, e o Ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella e Confederação Nacional dos Pescadores e Aquicultores, lançam em Brasília, no próximo dia 25 de outubro, às 9h, no Palácio do Planalto, o Plano Safra da Pesca e Aquicultura, que investirá R$ 4 bilhões nos próximos anos para elevar a produção de pescado no Brasil. A meta é produzir 2 milhões de toneladas do produto por ano.

O Governo Federal disponibilizará linhas de financiamento e assistência técnica aos produtores interessados em cultivar peixes. Também serão anunciados os detalhes da desoneração tributária prevista para o setor. Estimulando as cooperativas de pescadores para que se tornem pequenas indústrias de produção de pescado. O crédito poderá chegar a 30 milhões, a serem pagos em dez anos com juros de 2% ao ano.

Para ocasião o Presidente da Federação dos Pescadores do Estado do Amazonas – Fepesca e Vice-Presidente da Confederação Nacional dos Pescadores e Aquicultores, Walzenir Falcão, levará para Brasília, representantes de Colônias de Pescadores dos municípios do Amazonas, para participarem do ato solene, no Palácio do Planalto.

Atualmente, 1,3 milhão de toneladas de peixes são produzidas por ano no Brasil, o que representa R$ 8 bilhões em vendas para os produtores. A meta do governo é aumentar a atividade no setor para 20 milhões de toneladas – o que, nos cálculos do ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella, elevaria o faturamento do setor para cerca de R$ 100 bilhões anuais.

A implementação do Plano Safra da Pesca, permitirá a criação de 3 milhões de empregos diretos e indiretos, com o crescimento de mais de 50% da produção até 2014.

Pelo projeto do Executivo, R$ 180 milhões serão aplicados na assistência técnica, com a disponibilização de um técnico para cada 100 famílias que cultivarem peixes em lotes aquícolas, como lagoas, represas ou tanques escavados.

Segundo a presidente Dilma Rousseff o Programa de Aquisição de Alimentos vai comprar até 20 mil toneladas de pescado por ano dos produtores, quantia quatro vezes maior que a comprada atualmente, e será consumido na merenda escolar.

 

Com informações da assessoria de comunicação