Publicidade
Amazônia
Amazônia

Prêmio de sustentabilidade ambiental urbana nacional inscreve até esta quarta

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) prorrogou o prazo para inscrições do prêmio que pretende valorizar e estimular experências de sucesso na busca por cidades sustentáveis 20/03/2012 às 11:41
Show 1
Floresta da RDS do Uatumã
acritica.com ---

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) prorrogou até esta quarta-feira, 21 de março, o prazo de inscrição para o prêmio que vai eleger as melhores experiências em sustentabilidade ambiental urbana do Brasil.

A premiação tem como finalidade promover a divulgação e o intercâmbio de experiências municipais de sucesso, valorizando e estimulando os avanços no desenvolvimento de cidades sustentáveis.

Municípios com boas práticas ambientais podem participar do processo de seleção com, no máximo, oito projetos. Até o momento, há 89 cidades habilitadas.

Os interessados podem cadastrar projetos arquitetônicos, urbanísticos, paisagísticos, de infraestrutura ou de recuperação de áreas degradadas; de serviços públicos relacionados à gestão de resíduos sólidos e drenagem urbana; de programas de fiscalização integrada de áreas protegidas; criação de conselhos, comitês de bacias, consórcios públicos, entre outras iniciativas Veja os detalhes no edital.

A inscrição deve ser feita por meio de formulário eletrônico disponível no site do MMA e protocolada na Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério até o dia 21 de março, às 17h. Todas as experiências habilitadas participarão do processo seletivo.

Serão escolhidas três experiências por tema e a premiação será durante o 1º Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, dia 29 de março, em Brasília, onde as iniciativas serão expostas. 

As boas práticas selecionadas serão publicadas pelo Ministério e divulgadas em eventos de grande presença de público, como a Semana do Meio Ambiente e a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que será realizada em junho, no Rio de Janeiro.