Publicidade
Amazônia
Amazônia

Projeto GOAmazon será lançado no Inpa nesta terça-feira (18)

Parceria entre Brasil e Estados Unidos injeta R$ 24 milhões para melhoria dos serviços de observação do clima e da poluição em Manaus 18/02/2014 às 16:18
Show 1
Lançamento acontece às 19h, no Bosque da Ciência, dentro das dependências do Inpa
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

Uma parceria entre o Brasil e os Estados Unidos investirá pelos próximos dois anos R$ 24 milhões no Projeto Green Ocean Amazon (GOAmazon), que será lançado nesta terça-feira (18), às 19h, no auditório da Ciência (Bosque da Ciência), nas dependências do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI).  O projeto é um grande esforço observacional que busca avançar na compreensão dos processos que produzem chuva na região dos trópicos úmidos e medir níveis de poluição na área urbana de Manaus e sua influência no ciclo de vida das nuvens.

O evento contará com uma mesa de abertura com a presença de autoridades locais, diretores e representantes das instituições parceiras como Inpa (diretor em exercício Estevão Monteiro de Paula), Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-AM), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI) e Departamento de Energia do Estados Unidos das Américas (DOE-EUA). Na sequência acontecerá uma mesa redonda técnica composta por especialista brasileiros e estrangeiros que discutirão as estratégias e importância do projeto para ambos os países.

De acordo com o pesquisador responsável pelo projeto no Inpa, o doutor em Física da Atmosfera Antonio Manzi, o GOAmazon produzirá novos conhecimentos científicos sobre a atmosfera, formação de nuvens e precipitação de chuva. A estrutura física do projeto é composta por 11 contêineres-laboratórios que estão em fase final de instalação, na Fazenda Agropecuária Exata S/A, localizada em Manacapuru, município a 68 quilômetros da capital amazonense.

Além desse sítio de pesquisa em Manacapuru, ainda há outros quatro que se completam e que integrados fornecerão as informações necessárias para o desenvolvimento do GOAmazon: o Observatório com Torre Alta da Amazônia (Projeto ATTO), localizado a 150 km a nordeste de Manaus na RDS-Uatumã; o hotel Tiwa em Iranduba (município a 25 km de Manaus); e a Reserva do Cuieiras do Inpa, localizada 50 km ao norte de Manaus, na ZF2 (BR-174). Também serão utilizadas duas aeronaves e dois balões cativos que servirão para coletar dados adicionais.

“Esse é um projeto extremamente ambicioso. Com ele, também iremos conhecer melhor vários aspectos da interação entre a floresta e a atmosfera e obter informações mais precisas para serem usadas em outras pesquisas”, disse Manzi.

Financiamento
O GOAmazon é um projeto coordenado e com financiamento de R$24 milhões, sendo R$ 12 do Departamento de Energia dos Estados Unidos das Américas (DOE-EUA), R$6 milhões da Fapeam e R$6 milhões da Fapesp, além do financiamento de projetos paralelos pela Fundação Nacional de Ciências (NSF-EUA) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

Além do Inpa, são parceiros o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/BRA) e o Instituto de Espaço e Aeronáutica (IAE/BRA) e o Instituto Max Planck de Química (MPIC/Alemanha), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Harvard, dentre outras universidades do Brasil e dos EUA.

Serviço

O quê: Projeto GOAmazon será lançado nesta terça-feira

Quando: nesta terça-feira (18 de fevereiro)

Horário: 19 horas

Onde: Auditório da Ciência, no Bosque da Ciência, nas dependências do Inpa, localizado na André Araújo, Petrópolis, Manaus - AM.

Mais informações:

(92) 3643-3100/ 3104/ 8802-1078