Publicidade
Amazônia
Cotidiano, Economia, Turismo, Anavilhanas, Sebrae

Sebrae do Amazonas lançará mapa turístico do Parque Nacional de Anavilhanas

A publicação contém os principais atrativos turísticos e atividades do Parque, além de informações sobre serviços de hospedagem, transporte e alimentação da localidade, com destaque para a cidade de Novo Airão 15/03/2012 às 11:06
Show 1
Assim como o Parque Nacional de Anavilhanas outras unidades também serão atendidas com a publicação
acritica.com Manaus

No próximo dia 13 de abril o Sebrae-AM apresenta no município de Novo Airão – localizado a 115 quilômetros de Manaus -, o mapa turístico do Parque Nacional de Anavilhanas.

A publicação contém os principais atrativos turísticos e atividades do Parque, além de informações sobre serviços de hospedagem, transporte e alimentação da localidade, com destaque para a cidade de Novo Airão.

O mapa será distribuído para os visitantes do Parque e empresários das proximidades.

Os interessados em obter a publicação podem encontrá-la na recepção do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) ou em hotéis da região.

A apresentação do mapa acontece na sede da Fundação Almerinda Malaquias (FAM) e vai reunir empresários do setor, profissionais autônomos, ambientalistas, representantes de órgão públicos e parlamentares.  

Integração
O mapa turístico é um produto desenvolvido por meio do projeto do Sebrae 'Fomento do Turismo em Parques Nacionais e Entornos', cujo objeto é a integração, qualificação e ativação dos segmentos empresariais atuantes na cadeia produtiva do turismo nos entornos dos Parque Nacionais.

O projeto é implementado em cinco parques brasileiros, entres eles o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (PE), Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO), Parque Nacional da Serra dos Órgãos (RJ), Parque Nacional Aparados da Serra (RS e SC) e, no Amazonas, o Parque Nacional de Anavilhanas, que possui uma área de aproximadamente 350 mil hectares e está localizado a 40 quilômetros da cidade de Manaus.

Segundo o gestor do projeto no Amazonas, Carlos de Souza, as ações incluem realizações de palestras, cursos, treinamentos, planos de divulgação dos atrativos turísticos e integração das empresas turísticas da região com o ICMBio, órgão ambiental que gerencia o Parque.

Ainda de acordo com o gestor, essa integração faz com que as empresas e o ICMBio entrem em comum acordo com a questão da preservação ambiental e crescimento do Parque. Além do bom relacionamento com o órgão ambiental, os empresários ganham aprimoramento, qualificação e divulgação de seus produtos por meios de cursos, consultorias e feiras que o ICMBio oferece.