Publicidade
Amazônia
Amazônia

Servidores da Funai fazem manifestação para voltarem ao trabalho

A Funai está com as atividades paradas desde o dia 4 de novembro do ano passado, quando cerca de indígenas ocuparam o local 17/01/2014 às 10:13
Show 1
Servidores da Funai fazem manifestação para voltarem ao trabalho
Rita Ferreira Manaus, AM

Servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai) fazem uma manifestação em frente a sede do órgão, localizada na rua Maceió, bairro Adrianópolis,  Zona Centro-Sul, para reivindicar a volta ao trabalho. A Funai está com as atividades paradas desde o dia 4 de novembro do ano passado, quando cerca de indígenas ocuparam o local.

Os funcionários reclamam da falta de estrutura na sede e abandono por parte da direção. Na semana passada quatro índios contraíram dengue e de acordo com os mesmos, o motivo seria a água parada em uma piscina do local.

O diretor do Sindicato dos Servidores Públicos (Sindisep-Am), afirma que alguns funcionários continuam indo a sede para registraram o ponto, por temerem corte no pagamento. "Nós estamos vindo para a Funai, porque temos medo de não receber, mas não fazemos nada. Nenhum setor está funcionando", afirma.


Cerca de 20 indígenas continuam acampados na sede do órgão e reivindicam a saída do atual coordenador regional, Eduardo Desidério Chaves, e a nomeação do índio Rosemberg de Souza Branco, da etnia Aripuana para o cargo.

Segundo o líder da tribo Mundurucu, Rosivaldo, os índios são desocuparão a sede quando a reivindicação for atendida.

"Os índios têm condições de estarem a frente da Funai. Queremos alguém que conheça a nossa realidade e o Rosemberg tem o apoio das comunidades indígenas. Nós só vamos sair daqui quando ele for nomeado", declarou.

Segundo Sindisep os servidores continuam recebendo os salários normalmente.