Publicidade
Amazônia
Amazônia

Servidores da Funai fazem protesto em Manaus

Manifestação é pela exoneração do coordenador local do órgão, Luiz Fernandes Fagundes; funcionários alegam autoritarismo 18/04/2012 às 08:24
Show 1
Presidente do Sindsep-AM, Walter Matos, diz que já tentou negociar com coordenador da Funai, mas não teve sucesso
jornal a crítica Manaus

Indigenistas e servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai), em Manaus, pedem a exoneração do coordenador geral local do órgão, Luiz Fernandes Fagundes, por autoritarismo e discriminação de funcionários do órgão. Representantes da categoria prometem realizar uma manifestação na manhã desta quarta-feira (18), às 10h, em frente à sede da Funai, localizada na rua Maceió, no Adrianópolis, Zona Sul, para exigir mudanças.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Amazonas (Sindsep-AM), Walter Matos, Luiz Fagundes desrespeita os funcionários.

“Usamos todas as esferas de negociação com o gestor, mas ele demonstrou má vontade em negociar. Os trabalhadores estão sendo pressionados e não poderemos deixar isso acontecer”, afirmou.

Para o presidente da Associação Nacional dos Servidores da Funai (Ansefe-Mao), Vítor Santana, o principal problema é que o coordenador não conhece a realidade da região.

“O Fagundes é do Sul do Brasil, funcionário de carreira da Prefeitura de Porto Alegre. Está aqui por imposição do órgão em Brasília. Ele está aqui ocupando um cargo comissionado”, disse.

A reportagem de A CRÍTICA procurou ouvir o coordenador local do órgão pelo telefone 3633-11XX, mas um homem que se identificou apenas como João, e se disse assessor do órgão, informou que ele estava em reunião e que não iria falar.

Perseguição
Servidores da Funai afirmaram  que são perseguidos por Fagundes e alegaram que ele não respeita o sindicato da categoria.

“Esse rapaz está sendo usado e está se metendo em realidades que ele não conhece, que é a realidade indígena na Amazônia. As unidades no interior estão uma bagunça porque ele não sabe coordenar”, explicou Santana.

“Em Brasília resolveram mandar uma pessoa que não sabe resolver as coisas e, além disso, ainda quer impor um autoritarismo”, completou.

Interior
Conforme a Ansefe-Mao, dez unidades da Funai, chamadas de Coordenação Técnica Local (CTL), estão no interior do Amazonas.

“Há CTL nos municípios de Autazes, Borba, Coari, Nova Olinda do Norte, Nhamundá, Manacapuru,Manicoré, Maués, Parintins e Oriximiná no Pará e todos estão mal administrados”, afirmou Vítor Santana.