Publicidade
Amazônia
Cotidiano, Refúgio Sauim Castanheiras, tamanduá, animais silvestres, BPAMB, Semmas

Tamanduá é resgatado e levado para refúgio, na Zona Leste de Manaus

Não foram verificadas lesões no animal, que está saudável e logo foi devolvido à vida livre em área protegida 21/06/2012 às 12:20
Show 1
Após ser avaliado no Refúgio Sauim Castanheiras, animal foi solto em uma área verde segura
acritica.com Manaus

Um exemplar de tamanduá mambira (Tamandua tetradactyla) foi entregue na manhã desta quinta-feira (21), no Refúgio Sauim Castanheiras, localizado no bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste de Manaus, após ser encontrado nas proximidades da empresa Amazon Postes, na comunidade Nova Vitória.

O regate do animal foi feito por uma equipe do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAMB), da Polícia Militar .  

Também conhecido como tamanduá-mirim, a espécie ocorre em todo o País.

De acordo com o gestor do Sauim Castanheiras, o médico veterinário Laérzio Chiezorin, o local onde o animal foi encontrado fica próximo de uma área verde, de onde ele provavelmente saiu.

Segundo relatos dos militares do Batalhão Ambiental, o animal foi acuado por cães na rua e buscou abrigo no pátio da empresa. Não foram verificadas lesões no animal, que está saudável e logo foi devolvido à vida livre em área protegida.

“Nesse caso em que o animal está em boas condições, a soltura é feita logo após ele ser avaliado”, afirmou Chiezorin, acrescentando que a espécie é arborícola e de hábitos crepusculares e noturnos.

“Geralmente, a captura desses animais ocorre nas primeiras horas na manhã, eles não andam em bandos e se alimentam de formigas e cupins. Durante o dia, os tamanduás-mirins costumam ficar em cima das árvores e à noite saem para se alimentar”, explica Laérzio.

Este ano, 493 animais foram resgatados pelo Sauim Castanheiras, sendo  preguiças, jibóias e jacarés as espécies mais freqüentes.