Publicidade
Amazônia
Amazônia

Temporada de clima quente no Amazonas deve se prolongar até o fim de outubro

Aumento do calor está associado à redução da nebulosidade, unido ao fenômeno El Niño, que  prolongará a sensação de clima seco 20/07/2015 às 19:39
Show 1
Os especialistas concordam que o mês de setembro deve ser o mais quente do ano.
Oswaldo Neto Manaus (AM)

O período de clima quente, conhecido como “verão amazônico”, iniciou oficialmente no Amazonas, segundo  afirmam  órgãos de meteorologia. Até o mês de outubro, são esperadas temperaturas com valores máximos de até 36°C.

Conforme especialistas, o aumento do calor está associado à redução da nebulosidade, unido ao fenômeno El Niño, que  prolongará a sensação de clima seco.

De acordo com o meteorologista do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), Ricardo Dallarosa, o verão amazônico iniciou no mês de junho e vai até meados de outubro.

Ele explica que a sensação de calor aumenta por conta da diminuição da nebulosidade, a qual é causada pela migração da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) para uma posição ao Norte do Amazonas.

“A previsão para essa estação seca indica anomalias positivas de temperaturas no leste/nordeste do estado onde se espera chuvas ligeiramente abaixo da climatologia e, por consequências, temperaturas um pouco acima da média nessas áreas, que incluem a Região Metropolitana de Manaus”, explica.

El niño

Segundo o meteorologista Flávio Oliveira, do Instituto Nacional de Metereologia, a falta de nebulosidade do período citada por Dallarosa, aliada à ocorrência do El Niño, aumentará a potência do calor, o qual atingirá o seu ápice nos meses de agosto e setembro.

“O El Niño potencializa o impacto do período seco sobre a região amazônica, podendo intensificar e prolongar esse fenômeno sobre a estação chuvosa”, disse o especialista, que também adiantou que o El Niño deve adentrar em 2016. 

Conforme ele explica, no geral, as temperaturas máximas na Amazônica chegam a 33°C e 34°C, mas, devido à presença do El Niño nesse espaço de tempo, o calor nas estações automáticas do Instituto pode  alcançar 36°C.

Poucas chuvas

Para este trimestre, que compreende os meses de julho, agosto e setembro, o Instituto de Meteorologia ainda prevê chuvas abaixo do normal na região Norte, com destaques para o Amazonas, Roraima e Pará. De acordo com Oliveira, a alteração climática irá refletir na temperatura média do ar.

“Da mesma forma, a temperatura média do ar deverá estar mais elevada em até 1°C, desta forma a temperatura média poderá atingir valores como 26°C e 27ºC”, disse ele.

Setembro

Os especialistas concordam que o mês de setembro deve ser o mais quente do ano. Segundo o Instituto de Meteorologia, as estações automáticas podem marcar nesse período temperaturas até 36ºC.