Publicidade
Amazônia
Unidades de conservação

UEA levará cursos de graduação para ribeirinhos no interior Amazonas

Parceria entre instituições vai permitir a melhoria da qualidade de ensino nas comunidades. Entre os cursos que devem ser oferecidos, inicialmente, estão o de Pedagogia e Gestão Ambiental 13/05/2016 às 05:00
Show 911178 pesca artesanal  2
(Tomaz Silva/Agência Brasil)
ACRITICA.COM

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) dá início a oferta de cursos de graduação em unidades de conservação do interior do estado. Membros da Gestão Superior participaram de encontro na Fundação Amazonas Sustentável (FAS) durante o XVI Encontro de Lideranças: Associações das unidades de conservação do Programa Bolsa Floresta, em Manaus.

A parceria vai fortalecer o ensino para ribeirinhos que moram em áreas de unidades de conservação. “Vamos oferecer o que a comunidade precisa e pedimos que os moradores das comunidades nos tragam demanda. Vamos ver nas 16 unidades de conservação, cursos que sejam viáveis”, disse o vice-reitor, Mario Bessa. Entre os cursos que devem ser oferecidos, inicialmente, estão o de Pedagogia e Gestão Ambiental.

O representante da empresa Samsung, Benjamim Sicsú, também presente na reunião, afirmou que é importante trabalhar pelo financiamento para a formatação dos cursos. “A iniciativa vai permitir que pessoas de comunidades do interior tenham acesso ao conhecimento”, disse. A ação também foi enaltecida pelo superintendente da FAS, Virgílio Viana.

“Esta parceria vai permitir a melhoria da qualidade de ensino nas comunidades. Precisamos trabalhar para que os cursos comecem no ano que vem. Captar a ideia e desenvolvê-la e identificar o que deve ser feito dentro da maior formalidade possível”, disse. Outra iniciativa em discussão é a adoção de um vestibular específico para os moradores das unidades de conservação.

Inicialmente, o curso de Pedagogia deve atender às reservas de Desenvolvimento Sustentável de Uacari, Rio Negro e Uatumã e o curso de Gestão Ambiental deverá beneficiar os moradores das RDS de Mamirauá, Rio Negro e Uatumã. “Vamos oferecer cursos de oferta especial para que todos possam ingressar e permanecer na Universidade”, afirmou o Pró-Reitor de Ensino e Graduação, Luciano Balbino.

*Com informações da assessoria de imprensa