Publicidade
Amazônia
Cotidiano,Cheia,enchente,rio Negro,SNPH,Valderino Pereira,Vazante

Vazante do rio Negro deve se prolongar até outubro

Em menos de uma semana o rio já baixou cinco centímetros, após ter registrado a marca de 29,97m, por aproximadamenbte uma semana 06/06/2012 às 22:01
Show 1
A cota máxima do rio Negro, 29,97m, foi registrada no dia 29 de maio
Síntia Maciel Manaus

Com a marca de 29,89m, nesta quarta-feira (6), o nível do rio Negro começou a baixar, após chegar a marcar 29,97m e permanecer por aproximadamente uma semana, com a referida cota. Em menos de uma semana o rio já baixou cinco centímetros.

“A partir de agora o nível do rio deve começar a descer até outubro, quando ele atinge o ponto máximo da vazante”, salienta o engenheiro encarregado do serviço hidrográfico da Sociedade de Navegação, Portos e Hidrovias do Amazonas (SNPH), Valderino Pereira.

Nos últimos cinco dias, destaca ele, o nível do rio está descendo dentro do período considerado de vazante (junho), apesar de 2009, observa Valdelino o ponto máximo da cheia ter ocorrido em 1º de julho, ocasião em que o Negro atingiu a marca de 29,77m, iniciando a vazante, a partir do dia 3 do mesmo mês.

“Não vejo nada que possa contribuir para uma alteração no nível do rio neste momento. A não ser que ocorra um dilúvio, para que ele volte a subir”, explica o engenheiro, que há mais de 40 anos realiza a mensuração do nível do rio.

Cota de emergência
"Pelo comportamento do rio e a previsão de normalidade no regime de chuvas, a possibilidade de um repiquete é remota", afirmou o superintendente do Serviço Geológico do Brasil em Manaus, Marco Antônio Oliveira, em nota divulgada nesta quarta-feira.

Ainda de acordo com a nota a região do Alto Rio Negro, nos municípios de Barcelos, Sta. Izabel e São Gabriel da Cachoeira ainda pode ser afetada, pois o rio não atingiu o pico da cheia. 

Para Manaus, Manacapuru, Manaquiri, Anama, Itacoatiara e Baixo Amazonas as águas só devem voltar ao nível normal, abaixo da cota de emergência, nos próximos 20 dias.