Publicidade
Manaus Hoje
POLÍCIA

Acusados de estrangular e matar estudante de enfermagem são presos na capital

Caso ocorreu em abril deste ano no Monte Sinai, na Zona Norte. Dupla foi indiciada por latrocínio após objetos da casa da vítima serem encontrados com os assassinos 11/05/2018 às 16:00
Show suspeitos
Foto: Jander Robson/Freelancer
Fábio Oliveira Manaus (AM)

Dois homens identificados como Adilho Gonçalves dos Santos, 38, e Emerson Igor de Araújo Sena, 21, foram presos pela morte do estudante de enfermagem Rennan Ferreira Ramos, de 27. O crime ocorreu em abril deste ano no bairro Monte Sinai, bairro Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus.

Segundo o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Jeff Mac Donald, a dupla confessou que esteve na casa da vítima no dia de crime, mas um culpa o outro pela morte de Rennan. A conclusão da investigação é que o estudante foi vítima de latrocínio.

Segundo o delegado, Rennan foi encontrado estrangulado com um fio elétrico no pescoço. Vários objetos roubados da casa da vítima foram encontrados nas casas dos acusados nos bairros Coroado e Alvorada, respectivamente.

Em depoimento, Emerson alega que foi ao local a pedido de Adilho porque o mesmo iria pegar móveis como pagamento de uma dívida.

Os dois foram indiciados por latrocínio (roubo seguido de morte) e devem ficar presos na sede da DEHS até a conclusão do inquérito policial. Posteriormente, eles devem ser conduzidos para uma penitenciária.

A dupla não tinha passagens pela polícia e ambos trabalhavam como seguranças em casas de shows e eventos na cidade.

Publicidade
Publicidade