Publicidade
Manaus Hoje
IMPUNE

Homem apontado como autor da morte de empresária é solto pela justiça

José Eloy dos Santos Cardoso é apontado pela DEHS como o autor do assassinato da própria esposa porque não aceitava o fim do casamento 16/05/2016 às 12:35 - Atualizado em 16/05/2016 às 12:41
Show show vitima
A empresária Ruth Mouta Cacella, 32, foi assassinada (Divulgação)
Fabio Oliveira

O juiz Luís Carlos Valois expediu, na última sexta-feira (13), o alvará de soltura em favor de José Eloy dos Santos Cardoso, que é apontado pela DEHS como o autor do assassinato da própria esposa, a empresária Ruth Mouta Cacella, de 32 anos, morta por agressão física há três dias, na Compensa, Zona Oeste.

Segundo consta no despacho do magistrado, a autoridade policial, no caso a DEHS, esqueceu de fundamentar a razão e os fatos pelos quais considerou José Eloy em estado de flagrância pelo prática de homicídio.

No despacho, o juiz ressalta que José Eloy não foi encontrado cometendo o crime, não foi preso no local e nem foi perseguido após cometimento do crime, o que, para o magistrado, afasta a possibilidade de ser considerado em flagrante delito.