Publicidade
Manaus Hoje
CADEIA

Homem usa documento falso para licenciar veículo e acaba preso na sede do Detran-AM

O carro que ele queria licenciar, um Chevrolet Prisma, foi comprado de outro suspeito, que também foi denunciado e preso pela Polícia Civil 12/01/2018 às 15:38
Show whatsapp image 2018 01 11 at 11.55.28
Foto: Divulgação
acritica.com

A Polícia Civil do Amazonas prendeu em flagrante nessa quarta-feira (10), por volta das 16h, Fabrício Freitas, 22, por uso de documento falso, e Leandro Patrick Gomes Lopes, 25, por posse irregular de arma de fogo de uso permitido, posse de munição de uso permitido e posse ilegal de munição de uso restrito. As informações foram repassadas pelo delegado Rafael Allemand, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv).

Conforme a autoridade policial, Fabrício foi preso nas dependências do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), situado na avenida Mário Ypiringa Monteiro, bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul da capital. Já Leandro foi localizado na rua Angra dos Reis, comunidade Mundo Novo, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. 

De acordo com Allemand, a equipe de investigação da especializada chegou até os infratores após receber denúncia anônima, informando que um homem estaria apresentando documentação suspeita aos servidores do Detran-AM. Na sede do órgão os policiais civis identificaram Fabrício. Utilizando um Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) falso, ele estava tentando obter um novo documento para um carro da montadora Chevrolet, modelo Prisma.

“Quando questionado sobre a procedência do documento apresentado, ele nos informou que havia comprado o automóvel de Leandro e, prontamente, nos informou a localização do indivíduo. Em ato contínuo, fomos até o endereço onde Leandro poderia estar. Durante revista apreendemos em posse de Leandro uma pistola calibre 765, além de 13 munições de calibre 32 e quatro munições de calibre ponto 40, sendo esta última de uso restrito”, argumentou o delegado.

Em depoimento no prédio da Derfv, Leandro afirmou ter comprado o veículo em questão em um leilão e que, na ocasião, o automóvel foi entregue sem a documentação. O infrator relatou, ainda, que pagou R$ 50 pelo documento falsificado para poder trafegar com o carro.

Fabrício foi autuado em flagrante por uso de documento falso e Leandro por posse irregular de arma de fogo de uso permitido, posse de munição de uso permitido e posse ilegal de munição de uso restrito. Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada, a dupla será levada para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade