Publicidade
Manaus Hoje
POLÍCIA

Irmãos matam mulher e acusada diz ter sido vítima de magia negra, em Itacoatiara

Polícia suspeita que o caso envolve um triângulo amoroso; irmãos foram presos e confessaram o crime. Caso ocorreu na tarde desse sábado (7) e dupla foi autuada por homicídio qualificado 08/04/2018 às 15:19
Show irmaos
Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus (AM)

Andriele da Silva Nascimento, 25, foi encontrada morta na tarde desse sábado (8), no quilômetro 210 da rodovia AM-010, em Itacoatiara (município a 271 quilômetros de Manaus). A vítima foi assassinada com diversos golpes de estaca na cabeça, além de dezenas de facadas pelo corpo. Os irmãos Rafael Freitas Batista, 23, e Jaqueline Batista Trindade, 29, foram presos em flagrante e confessaram o crime. A mulher alegou que a vítima teria feito magia negra contra ela. No entanto, a polícia suspeita também de um triângulo amoroso.

O delegado Paulo Barros, titular da Delegacia Especializada de Itacoatiara, informou que Jaqueline era amante de Jander dos Santos Pinheiro, 20, companheiro de Andriele, e que pode ter cometido o crime por conta dessa relação. Entretanto, segundo o delegado, Jaqueline alegou em depoimento que nos últimos dias teria sentido a presença de espíritos malignos e suspeitava de que a vítima Andriele era quem teria feito o “trabalho” contra ela. Por conta disso teria arquitetado e executado o crime.

Segundo Barros, Andriele trabalhava na casa de um senhor de idade, onde no imóvel funcionava uma pequena oficina.

“Rafael e Jaqueline foram até esse local onde ela trabalhava e pediram do senhor para consertar o pneu da motocicleta deles. Então nesse local, eles ofereceram uma carona para ela, que aceitou. Então no meio do caminho, o Rafael parou a moto e disse que estava com problemas de gasolina, nesse momento, eles a levaram mais a dentro da rodovia e deram vários golpes com uma estaca de cerca de 1,5 (metro e meio) e ainda deram várias facadas nela”, explicou ele, contando ainda que a estaca usada no crime foi apreendida e levada para a análise da perícia da Polícia Civil do município.

A vítima foi atingida na região do pescoço, cabeça, tórax, mão, abdômen e braços. Conforme o delegado Paulo Barros, o crime foi ideia de Jaqueline, que chamou o irmão para ajudar na execução. Eles foram presos primeiramente por policiais militares do município.

“Eles chegaram a negar envolvimento. Até o namorado da vítima e o pai dele chegaram a ser detidos pela PM, mas não estão envolvidos, não tem nada a ver com a história. Os dois irmãos confessaram tudo”, afirmou o delegado.

Os dois foram autuados por homicídio qualificado e encaminhados para o presídio do município, onde devem ficar a disposição da justiça.

Publicidade
Publicidade