Publicidade
Manaus Hoje
FORAGIDOS

Polícia Civil prende foragidos por estupro e por tráfico em Iranduba e em Manaus

Um é fugitivo desde 2012 do semiaberto do Compaj por estupro e outro é foragido por ter sido condenado desde 2014 por tráfico de drogas 16/01/2018 às 10:02
Show ztematico territorio rurais de identidade a2
Foto: Divulgação
acritica.com

A Polícia Civil do Amazonas prendeu nesta segunda-feira (15) dois homens foragidos no Estado, um fugitivo desde 2012 do regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), onde cumpria pena por estupro, e outro foragido da Justiça, condenado desde 2014 a oito anos de prisão em regime fechado por tráfico de drogas.

Estupro

O foragido desde 2012 por estupro é Elivaldo Pereira Batista, de 42 anos. Ele foi capturado em via pública, na rodovia Manoel Urbano AM-070, por mandado de prisão preventiva cumprido por policiais do Posto Policial Integrado (PPI) do Distrito de Cacau Pirêra, subordinado à 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), em Iranduba, a 27 quilômetros em linha reta de Manaus.

“Elivaldo estava foragido do regime semiaberto, onde cumpria pena por estupro. O infrator deixou de comparecer ao Compaj desde 2012, por isso passou a ser considerado foragido da Justiça. Obtivemos a informação de que havia sido visto naquela localidade e montamos campana no lugar indicado. Foi dessa forma que chegamos até ele”, explicou o delegado Fábio Aly, titular da 31ª DIP.

Tráfico de drogas

O foragido desde 2014 por tráfico de drogas é Antonio Pedroza da Silva Filho, 32, conhecido como “Toinho”. Segundo a polícia, ele foi preso em Manaus, na rua Doutor Geraldo da Rocha, bairro Colônia Antônio Aleixo, Zona Leste, após uma denúncia por telefone.

“Ao chegarmos ao local informado localizamos Antonio e efetuamos a prisão dele. O infrator foi condenado no dia 14 de agosto de 2014 a uma pena de oito anos de reclusão no regime fechado, pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico. A ordem judicial não havia sido cumprida porque não conseguiam localizá-lo”, explicou o delegado Wenceslan Queiroz, titular do 28º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Voltaram à cadeia

Tanto Elivaldo, foragido por estupro, e Antonio, foragido por tráfico de drogas, foram levados a unidades prisionais do Estado. Elivado foi conduzido à Central de Recebimento e Triagem (CRT), no Km 8 da rodovia federal BR-174. Antonio foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), também no Km 8 da BR-174.