Publicidade
Manaus Hoje
ASSÉDIO

Polícia vai indiciar suspeito de assediar moça e tentar atropelá-la em loja de conveniência

Imagens de câmera flagraram o homem de 22 anos passando a mão nas nádegas da vítima, ocasionando uma briga generalizada no local 29/11/2017 às 17:15
Show coletiva 23 dip fotos erlon rodrigues  5
Foto: Reprodução
acritica.com Manaus (AM)

A Polícia Civil do Amazonas vai indiciar o homem de 22 anos suspeito de assediar uma moça e tentar atropelá-la em uma loja de conveniência durante a madrugada do último sábado (25) em Manaus. Imagens de câmera de segurança flagraram o infrator passando a mão nas nádegas da vítima, o que ocasionou uma briga generalizada entre várias pessoas nas dependências do estabelecimento, localizado no bairro Parque Dez.

Segundo o delegado Cícero Túlio, titular do 23º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e que está responsável pelas investigações, foi instaurado um inquérito policial por tentativa de homicídio, dano qualificado e importunação ofensiva ao pudor contra o homem de 22 anos. O suspeito, inclusive, prestou depoimento à polícia após comparecer espontaneamente ao DIP acompanhado de um advogado. Nem a identidade dele nem o conteúdo do depoimento foram divulgados.

O delegado Cícero Túlio ressaltou a importância das imagens de câmeras de segurança para o indiciamento do suspeito. “Após minuciosa análise às imagens captadas, identificamos que se tratava de tentativa de homicídio e dano qualificado. Por pouco as vítimas não foram atingidas pelo veículo do infrator. Vamos verificar se existe a possibilidade de representar o pedido de prisão preventiva em nome do infrator”, declarou o delegado.

Conforme o delegado, o namorado da vítima chegou a ficar com o braço dele preso nas ferragens da porta do veículo dele durante a ação do suspeito. “Ao tentar entrar no veículo que conduzia, o namorado da universitária ficou com o braço preso às ferragens da porta do carro dele. O infrator, no momento em que empreendia fuga do local, chegou a colidir com uma bomba de gasolina”, explicou Cícero Túlio.

A vítima e uma testemunha já haviam prestado prestaram depoimento à polícia na última segunda-feira (27). No mesmo dia, ela chegou a falar com a reportagem do Portal A Crítica. Segundo ela, tudo aconteceu em cinco minutos, momento em que parou na loja apenas para comprar bombons. “Estávamos voltando de um aniversário e parei para comprar bombom, foi rápido”, disse. “No lado de fora, eu entrei no carro do meu amigo e ele jogou o carro dele em cima do nosso carro. Ficou acelerando e arrastando o nosso carro, depois ele deu ré e bateu em uma bomba de gasolina e depois fugiu”, relatou.