Publicidade
Manaus Hoje
ASSASSINATO

Relojoeiro é assassinado com tiro à queima-roupa, na Zona Oeste de Manaus

Antônio Enes levou um tiro no olho esquerdo, logo no início da manhã deste sábado (17) 17/03/2018 às 09:42 - Atualizado em 19/03/2018 às 11:41
Show sem t tulo
(foto: Gilson Mello)
Danilo Alves Manaus (AM)

O relojoeiro Antônio Campos Enes, 51, foi assassinado à queima-roupa com um tiro no olho esquerdo, enquanto trabalhava na manhã deste sábado (9), em um ponto comercial na Avenida Praia da Ponta Negra, Bairro Campos Sales, na Zona Oeste de Manaus. 

Conforme o tentente Natankleyton Neves, supervisor de área da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o crime ocorreu às 7h da manhã, no momento em que a vítima abria o comércio. 

“Não soubemos das circunstâncias, mas o fato foi que Antônio estava na banca que trabalhava quando foi atingido com o disparo à queima-roupa”, contou. 

Um morador que não quis se identificar informou que dois homens chegaram e um deles estava armado. Foi quando apontou a arma para Antônio e disparou. 

“Eu ouvi dois tiros e depois dois rapazes jovens correrem em direção à Avenida Dona Otilla. Outros moradores os viram em um carro abastecendo em um posto de
combustíveis nesse lugar”, disse. 

Hipótese

A Delegacia Especializada em Homicídios  e Sequestros (DEHS) identificou que o homem havia  iniciado os negócios há um mês e meio e uma das hipóteses do assassinato teria sido uma retaliação a uma tentativa de assalto que ocorreu no comércio de Antônio há duas semanas. A equipe de investigação da DEHS afirmou que o relojoeiro reagiu ao assalto e feriu um dos suspeitos com uma facada.  

 

Publicidade
Publicidade