Publicidade
Manaus Hoje
CENTRO-OESTE

Soldado da PM e comparsa são presos em flagrante com armas na Redenção

O PM Magno Azevedo Marques, 28, responde em liberdade por homicídio; ele e Janderson Ferreira da Silva, 31, disseram aos policiais da Rocam que iriam vender as armas 27/11/2017 às 21:11
Show armas 123
Revólveres estavam com Janderson (na imagem) e Magno e seriam vendidos. Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus (AM)

O soldado da Polícia Militar Magno Azevedo Marques, 28, e Janderson Ferreira da Silva, 31, foram presos em flagrante na tarde desta segunda-feira (27), em posse de dois revólveres calibre 38. Uma denúncia repassada para policiais da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) levou a prisão da dupla na rua Carauari, no bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus.

De acordo com o tenente Oliveira, da Rocam, Magno já havia sido preso na operação Alcateia, deflagrada pela Secretaria de Segurança Pública em 2015, que na época foi realizada para desarticular um grupo de  extermínio integrado por 21 policiais militares, que foram denunciados pelo Ministério Público por crimes de homicídios.

Na época, uma força-tarefa foi feita por conta dos vários assassinatos após a morte do sargento Afonso Camacho Dias, em julho de 2015, ocasião que ficou conhecida como “Final de Semana Sangrento”, resultando em 35 execuções em três dias. O soldado PM Magno respondia em liberdade por crimes de homicídio e usava tornozeleira eletrônica.

Segundo o tenente da PM, a denúncia apontava que dois homens estavam armados dentro de um veículo, modelo Ford Fiesta, de placas OAA-9983, e, após abordagem, ficou constatado de que se tratava de Magno e Janderson. Cada um tinha um revólver calibre 38 e, após conversa com os policiais da Rocam, confirmaram que os dois armamentos seriam vendidos, no entanto não revelaram os nomes dos compradores e nem a quantia que seria vendida. Nenhum dos dois ofereceu resistência e logo se renderam durante a abordagem.

Os dois foram conduzidos para o 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Alvorada, onde foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, de uso permitido. Janderson e Magno devem ser conduzidos para uma audiência de custódia, no entanto o soldado PM deve ser levado para o Batalhão de Guardas, no Monte das Oliveiras, onde praças da corporação ficam encarcerados.

Publicidade
Publicidade