Publicidade
Manaus Hoje
ASSALTO

Homem morto ao tentar assaltar cliente em agência de Iranduba é ex-PM, diz polícia

Francisco Ricardo da Silva Pereira foi desertado da PM no dia 9 de junho deste ano. Ele foi morto pelos dois vigilantes da agência bancária 16/10/2017 às 14:28 - Atualizado em 16/10/2017 às 14:45
Show 98
Foto: Divulgação
Vinicius Leal Manaus (AM)

O homem que morreu a tiros na manhã desta segunda-feira (15) ao tentar assaltar um cliente em uma agência bancária do Banco do Brasil em Iranduba, a 27 quilômetros de Manaus, é um ex-soldado da Polícia Militar identificado como Francisco Ricardo da Silva Pereira. No momento do crime, o cliente reagiu e foi alvejado pelo ex-PM e, logo depois, dois vigilantes da agência atiraram e mataram o ex-policial.

A informação foi confirmada pelo delegado Guilherme Torres, titular da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), que investiga o caso. “É um ex-PM que no dia 9 de junho foi desertado da corporação. Ele não faz mais parte da Polícia Militar”, disse o delegado. Segundo Torres, o envolvimento do ex-policial no crime está sendo investigado. “Estamos tentando entender a dinâmica do crime, a participação dele”, completou.

O ex-policial militar foi alvejado mais de uma vez, conforme as imagens das câmeras de segurança da agência bancária que a reportagem do Portal A Crítica teve acesso. Entretanto, a Polícia Civil não confirmou a quantidade dos tiros e nem os locais do corpo onde o ex-PM foi atingido. O corpo dele foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) e deverá passar por perícia no Instituto de Criminalística.

Conforme o termo de deserção do ex-soldado da PM, Francisco Ricardo foi desertado por ter se ausentado da corporação pelo tempo máximo permitido de acordo com o Código Penal Militar. O ex-policial estava lotado na Companhia do Comando Geral da Polícia Militar.

Cliente e vigilante alvejados

Além do cliente do banco, um dos vigilantes da agência bancária também foi alvejado durante a troca de tiros com o ex-PM. “Os dois vigilantes do banco reagiram ao assalto dentro da agência e atiraram e mataram o assaltante. Um vigilante foi alvejado na perna e a vítima do roubo também foi alvejada na perna”, disse o investigador da Polícia Civil André Marques, do 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP) de Iranduba.

Tanto o cliente do banco quanto o vigilante foram socorridos no local levados a uma unidade de saúde do município de Iranduba, porém as identidades e o estado de saúde deles não foram confirmados pelas autoridades.

Terceiro assalto em 2017

Este é terceiro assalto à agência do Banco do Brasil de Iranduba em 2017. O primeiro aconteceu em maio deste ano, quando os bandidos não conseguirar abrir o cofre e fugiram deixando uma fudeira no local. O segundo e mais recente aconteceu na madrugada do dia 1º de julho. Os assaltantes chegaram a alugar uma residência nos fundos da agência e usar uma escada para pular o muro e adentrar no local.