Publicidade
Manaus Hoje
FLAGRANTE

Trio é preso em flagrante após tentar matar homem a tiros no bairro Cidade de Deus

A vítima, de 48 anos, foi atingida com cinco tiros no abdômen, braços, mãos e costas, porém sobreviveu e foi levada a tempo a um hospital 19/10/2017 às 10:13 - Atualizado em 20/10/2017 às 11:29
Show dca27708 6760 41b6 aecb 5fe42dd7052c
Foto: Jander Robson
Dani Brito Manaus (AM)

Três homens identificados como Kaique Gomes da Silva, 19, Randson da Costa Correa e Leonardo Martins de Lima, ambos com 23 anos de idade, foram presos na noite dessa quarta-feira (18), em Manaus, após tentarem matar um homem na comunidade Prainha, no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte da capital. O crime aconteceu por volta das 21h30 na rua Beija Flor.

A vítima, Manoel Pires dos Santos, de 48 anos, foi atingida com cinco tiros nas regiões como abdômen, braços, mãos e costas, porém sobreviveu. O rapaz foi socorrido a tempo e levado para o Hospital e Pronto Socorro Dr. Platão Araujo, onde passou por cirurgia e permanece internado. O atual estado de saúde dele não foi confirmado.


Foto: Jander Robson

De acordo com a Polícia Civil, o trio suspeito do crime foi preso momentos após o fato. Uma guarnição da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) da Polícia Militar fazia patrulhamento nas proximidades do Jardim Botânico quando os policiais ouviram cinco disparos de arma de fogo. Em seguida, um casal teria parado a viatura e informado sobre o crime, dizendo que os infratores teriam fugido em um táxi.

Os policiais então iniciaram as buscas pelos envolvidos e conseguiram prendê-los em via pública dentro do táxi modelo Etios de placas PHF-1468. Com os três homens foram apreendidos três aparelhos celulares e um revólver calibre 38. Todos foram levados ao 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde Kaique confessou ter sido o autor dos disparos e que os outros dois só deram suporte. Eles autuados por tentativa de homicídio.

Motivação

Um parente, de 56 anos, que preferiu manter o nome em sigilo, revelou a A CRÍTICA que Manoel possui uma vila de quitinetes na rua Beija-Flor e havia pedido a desocupação de um dos apartamentos que era ocupado por um casal. Segundo o homem, Manoel desconfiou que nessa quitinete os moradores usavam drogas.

“O cheiro era muito forte de droga, então o Manoel, que é um homem direito, certo, pediu que os moradores entregassem o apartamento. Então o que nós familiares estamos achando é que esses moradores que saíram contrataram esses três homens para matá-lo, como vingança”, explicou um dos familiares.

Manoel foi atingido por Kaique Gomes da Silva, 19, que estava acompanhado dos comparsas Randson da Costa Correa e Leonardo Martins de Lima, ambos com 23 anos de idade. O trio foi preso por uma guarnição da 13ª Companhia Interativa Comunitária minutos depois de cometerem o crime. A vítima segue internada e até ontem o estado era grave, porém estável.