Publicidade
Manaus Hoje
VIOLÊNCIA

Vereador de Nova Aripuanã é feito refém com a família e filho é ferido durante crime

Segundo a polícia, devido a ação dos assaltantes mais de 200 pessoas tentaram invadir delegacia para linchar dupla que invadiu a casa do parlamentar na manhã desta sexta-feira (13) 13/10/2017 às 11:31
Show  ndice
(Foto: Divulgação)
Joana Queiroz Manaus (AM)

A Polícia Militar do município de Novo Aripuanã, distante à quase 229 km de Manaus, prendeu em flagrante os assaltantes Andrielson Ramos da Silva, 21, e Diego Viana de Jesus, 27, que na manhã desta sexta-feira (13), invadiram a casa do vereador José Augusto Rodrigues. Um filho do parlamentar foi ferido com um tiro na perna pela dupla, que fez toda a família refém durante ação criminosa.

De acordo com a PM, por volta das 7h, a dupla invadiu a residência com a intenção de roubar o local, porém a polícia foi acionada, se deslocou até lá e fez o cerco ao imóvel.

Ao perceber a presença da polícia, os criminosos fugiram passando de um quintal para o outro e fizeram um morador de refém. Neste momento a polícia conseguiu prendê-los.

O crime chamou a atenção da população, e mais de 200 pessoas, tentaram resgatar os presos das mãos da polícia para linchá-lo. A PM teve trabalho para contornar a situação e conduzir os a dupla para a delegacia.

De acordo com informações da polícia, os dois são paraenses, moram em Manaus e foram para Novo Aripuanã para cometerem assaltos. Eles estavam armados com um revólver e uma pistola. Andrielson Ramos e Diego Viana estão à disposição da Justiça.

Mulher queimada por população

Outro caso que repercutiu no município foi o de uma mulher que foi queimada e espancada pela população de Novo Aripuanã em fevereiro deste ano. Conforme a Polícia Civil, a ocorrência de depredação na delegacia do município começou quando populares se revoltaram contra Luzinete de Costa Gama, 30, suspeita de matar uma criança depois de atear fogo em uma residência.

Um grupo de manifestantes jogou gasolina no prédio da unidade policial. A mulher foi espancada e teve braços e mãos queimadas. Além do próprio delegado, Vinicius de Melo, ter sido atingido por uma pedra na cabeça. A ação da população resultou na prisão de dez pessoas.

LEIA MAIS:

Populares depredam delegacia após mulher ser presa suspeita de matar criança

Dez são presos suspeitos de depredar DIP e espancar mulher em Novo Aripuanã