Publicidade
Interior
ExpoBae

Barreirinha vai retomar sua Exposição Agropecuária no mês dezembro

A realização da ExpoBae tem como finalidade reavivar o setor primário aquecendo a economia local. Governo do Estado analisa a liberação de recursos para o evento agropecuário 17/11/2017 às 18:05 - Atualizado em 17/11/2017 às 19:08
Show barreirinha17
Barreirinha já teve rebanho de 60 mil cabeças mas hoje tem a metade desse número no seu plantel de búfalos e gado branco
Antonio Ximenes

A retomada da Exposição Agropecuária de Barreirinha (ExpoBae) é uma das prioridades do prefeito Glênio José Marques Seixas (PMDB). "Nós conversamos com o governo do Estado, através do secretário José Aparecido Santos da Secretaria de Produção (Sepror), para conseguir recursos que nos permita realizá-la em dezembro, a partir do dia 15", afirmou Glênio Seixas.

Município do Baixo Amazonas com tradição agropecuária, Barreirinha já teve um rebanho de 60 mil cabeças. Mas, nos últimos nove anos reduziu pela metade o seu plantel de búfalos e gado branco (Nelore e outros). A realização da ExpoBae tem como finalidade reavivar o setor primário aquecendo a economia local.

Com o Amazonas recebendo a certificação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), de área sem risco de aftosa, o que deverá acontecer no dia 4 de dezembro em Manaus, em evento que contará com a presença do ministro Blairo Maggi e o governador Amazonino Mendes, a cidade do Baixo Amazonas passará a comercializar mais intensamente o seu rebanho com o Pará, que tem sua fronteira relativamente próxima. Os fazendeiros paraenses tem interesse neste comércio.

Vicinal

Disposto a viabilizar a infraestrutura na região, para que os produtos produzidos em áreas mais distantes da sede do município sejam transportados com  mais agilidade, a  Prefeitura terraplanou a estrada de 17 quilômetros que liga a área urbana ao distrito de Terra Preta do Limão. Com essa medida o acesso à ExpoBae será facilitado.

Babaçu

Com aproximadamente 40 milhões de pés de babaçu na região, Barreinha se prepara para viabilizar um projeto de aproveitamento do potencial econômico desta espécie.Segundo o prefeito Glênio Seixas essa seria uma ação de desenvolvimento regional que alavancaria economicamente o município."Temos que buscar alternativas viáveis,dentro da nossa capacidade e vocação, e aqui tem muito babaçu, que podemos beneficiar", comentou.