Publicidade
Interior
PACOTE DO ESTADO

Humaitá receberá obras de infraestrutura para escoar produção de soja

Estão previstas a construção do anel viário para facilitar tráfego de veículos pesados no transporte de soja e outros produtos até o porto da cidade, além do asfaltamento de ramais e vicinais. Investimentos são da ordem de R$ 32 milhões. 23/01/2018 às 15:11 - Atualizado em 23/01/2018 às 15:46
Show seinfra
Cidade foi a primeira cidade a receber a comitiva de secretários do Executivo. Foto: Semcom
acritica.com*

Os municípios do interior do Amazonas voltam a ser foco de desenvolvimento, por determinação do governador Amazonino Mendes (PDT). Humaitá, a 675 quilômetros de Manaus, foi a primeira cidade a receber a comitiva de secretários do Executivo para destacar investimentos na área de infraestrutura, entre outras medidas anunciadas para auxiliar a produção agrícola do local.

Na área de infraestrutura estão previstas a construção do anel viário para facilitar o tráfego de veículos pesados no transporte de soja e outros produtos até o porto da cidade, além do asfaltamento de ramais e vicinais de Humaitá. De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura, Oswaldo Said, o governador determinou investimentos da ordem de R$ 32 milhões para serem aplicados no município.

A obra, também chamada de “cinturão da soja”, dará mais rapidez ao escoamento do produto, que vem de Porto Velho e hoje precisa passar pelo município de Itacoatiara até chegar a Humaitá. Depois de concluído o anel viário, esse trajeto será encurtado. O percurso de Porto Velho pela AM-230, a rodovia Transamazônica, seguirá pelo cinturão da soja, passando por fora de Humaitá, rumo aos dois portos que estão sendo construídos naquela localidade.

“Esses investimentos na área de infraestrutura nos municípios do interior do Estado são de suma importância para o desenvolvimento das cidades e também para o escoamento da produção agrícola desses locais. Além disso, sabemos que o governador é preocupado com o homem do campo. Em Humaitá tem a produção de soja que precisa ser impulsionada. Logo, a construção do cinturão da soja tornará tudo mais viável para os produtores rurais”, destacou o secretário da pasta, Oswaldo Said.

Atualmente, a Seinfra está agilizando os projetos para, posteriormente, mandá-los à licitação. O passo seguinte será iniciar as obras o mais breve possível para que o município possa ser beneficiado de forma integral com as melhorias previstas para a população que vive na cidade e na zona rural.

O município é também conhecido como “Princesa do Madeira” e possui 53.383 habitantes, segunda dados de 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Entre as obras já concluídas no município, pelo Governo do Estado, estão a reforma e adequação do sistema de iluminação pública; a construção do prédio do posto de fiscalização da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz); e o Mercado Municipal, que contou com a parceria da Prefeitura Municipal de Humaitá.

*Com informações da assessoria de comunicação

Publicidade
Publicidade