Publicidade
Interior
DIREITO GARANTIDO

Município de Envira vai entregar dois mil títulos definitivos na área urbana

A ação fundiária vai acontecer no dia 4 de novembro e beneficiará cerca de dez mil pessoas, segundo a Prefeitura 19/10/2017 às 19:58
Show prefeito 123
O prefeito Ivon Rates informou que esta é uma luta antiga de centenas de famílias, que, agora, terão o título definitivo. Foto: Antonio Lima  
Antonio Ximenes Manaus (AM)

No próximo dia 4 de novembro dois mil títulos definitivos da área urbana de Envira (situada a 1200 quilômetros em linha reta de Manaus) serão entregues à população. Estima-se que cerca de dez mil pessoas serão beneficiadas com essa ação fundiária, que será promovida pela Prefeitura Municipal tendo à frente o prefeito Ivon Rates (Pros). “Esta é uma luta antiga de centenas de famílias, que, agora, terão o título definitivo e poderão ficar tranquilas para toda a vida”, afirmou. 

Envira, que em 2005 teve cerca de 44% de suas terras repassadas para o Acre, sofre com o êxodo de trabalhadores rurais para o espaço urbano, criando um cinturão de famílias que precisam de titulação definitiva de seus lotes para ter mais estabilidade social.

Atenta ao crescimento populacional local, a gestão administrativa de Ivon Rates traçou três linhas de ações, com o objetivo de criar novos empregos e gerar mais renda à população de baixa renda. São elas: valorização do agronegócio, a partir da pecuária de corte. Isso acontece com mais intensidade no momento, depois que o Amazonas foi considerado área fora do risco de febre aftosa, pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

A segunda plataforma é o aumento da produção de grãos como café, milho, arroz e feijão. Ainda no que se refere à agricultura, a produção de farinha em larga escala, também faz parte deste esforço. 

A terceira diretriz está relacionada à piscicultura, visto que Envira tem tradição pesqueira na Calha do rio Juruá, especialmente na pesca de tambaqui, curimatã, piau e matrinxã, bem como de tambaqui. Ampliar o fornecimento de peixes para o Acre, Rondônia e para o Amazonas, localmente, faz parte desta estratégia

Estrada

Com vistas a melhorar o escoamento da produção local, Ivon Rates está construindo uma estrada municipal com 60 quilômetros, sendo que destes cerca de 25 quilômetros serão asfaltados. Esta obra irá até a margem direita do rio Jurupai, depois, aproximadamente 40 quilômetros serão pavimentados do lado acreano, no município de Feijó. 

Com isso, o acesso à BR-364 será a saída para a economia de Envira, que vai se conectar por terra com o Acre, Rondônia e o Mato Grosso, através desta rodovia federal; resolvendo, desta forma, um problema histórico para o desenvolvimento econômico local, que é o isolamento.

Aeroporto

Outra medida decisiva para alavancar a economia do município foi o registro da pista do aeroporto, realizado recentemente pela atual administração pública municipal. Agora, aeronaves poderão pousar e decolar sem nenhuma restrição da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o que já está permitindo a ampliação do comércio regional. Atualmente, mais de dez aeronaves realizam operações na região, tendo Envira como apoio, o que diminuiu a dependência da pista de Eirunepé. 

Correspondência

O próximo passo é os Correios chegarem por via aérea na cidade, o que permitirá que a população, finalmente, possa receber suas correspondências e outras encomendas postais. Hoje, a correspondência para Envira é levada para Eirunepé ou Feijó no Acre, para somente depois serem transportadas por rio até Envira, o que resulta em até dez dias de espera.

LEIA MAIS 

Em busca de talentos: projeto ‘Bom de Luta’ será lançado em Benjamin Constant

Adail Filho reúne com cúpula de Segurança para pedir reforço no policiamento