Publicidade
Manaus
Manaus

A Crítica apura nomes cotados para o 'time' do prefeito eleito de Manaus Artur Neto

Relação de secretariáveis inclui ex-prefeito, promotora de Justiça, procuradores de carreira, médico, tributarista e uma jornalista. Evandro Melo, Anderson Souza,  Átila Nobre, Hermengarda Junqueira, Marcos Cavalcante e Goreth Garcia são alguns dos nomes citados 04/12/2012 às 08:03
Show 1
Artur Neto
ROSIENE CARVALHO Manaus

A quatro semanas da Prefeitura de Manaus ter nova gestão e em meio ao total silêncio do prefeito eleito, Artur Neto (PSDB), nove nomes recebem alta cotação, nos bastidores, para serem indicados ao primeiro escalão tucano. A lista apurada por A Crítica inclui pessoas com experiência para as áreas que podem ser indicadas, funcionários de carreira das pastas e também um membro da atual gestão Amazonino Mendes (PTB).

Só para a Procuradoria Geral do Município (PGM) há três nomes cotados. Dois são procuradores de carreira do município: Marcos Cavalcante, que foi subprocurador na gestão de Serafim Corrêa (PSB), e Rafael Albuquerque, procurador que fez a sustentação oral no Supremo Tribunal Federal (STF) no processo que Manaus ganhou na disputa com Coari pelo repasse de ICMS.

Os dois procuradores estavam junto ao grupo de advogados da campanha de Artur no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) no dia da votação e apuração do segundo turno, em 28 de outubro.

O terceiro nome, que recebe indicações de ser o preferido do prefeito eleito para a PGM, é o da promotora de Justiça Silvana Nobre. O tucano, aliás, demonstrou interesse em ter Silvana no secretariado ao anunciar que seria candidato. Na ocasião, Artur Neto disse que, se eleito, já tinha quem convidar para assumir a Procuradoria e era a promotora. Ela é uma das mais atuantes do Ministério Público do Estado (MPE) e foi coordenadora regional do projeto “O que você tem a ver coma corrupção”.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).