Publicidade
Manaus
Manaus

Á paisana, policial militar tenta roubar arma de vigilante em posto de combustível e é baleado

Rodrigo Luiz da Silva Gois, lotado na 22ª Cicom, só foi reconhecido por um funcionário do local onde o crime aconteceu na delegacia. Antes disso, o PM quase conseguiu mentir ao dizer que ele tinha sido vítima de uma tentativa de roubo 21/04/2015 às 15:20
Show 1
Rodrigo foi preso em flagrante e encaminhado ao Batalhão de Guarda
Édria Caroline Manaus (AM)

O policial militar Rodrigo Luiz da Silva Gois, de 24 anos, é suspeito de tentativa de latrocínio que aconteceu por volta das 19h30 desta segunda-feira (20), véspera de feriado, em um posto de combustível no bairro Aleixo, na Zona Leste de Manaus.

De acordo com informações da delegada plantonista do 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Zandra Ribeiro, policiais da 23ª Companhia Interativa Comunitária receberam a denúncia de que um posto de gasolina localizado na rua Valdemar Jardim Maués, no Conjunto Petros, estaria sendo assaltado.

Ao chegarem no local, um vigilante do posto contou que um homem a bordo de uma motoclicleta tentou roubar sua arma e teria lhe atingindo com alguns tiros, fugindo em seguida. Dois disparos atingiram o braço do vigilante. A vítima reagiu e, para se defender, também disparou contra o criminoso.

O vigilante deu as características do suspeito e os policiais foram informados de que ele estaria no Hospital Pronto-Socorro Dr. João Lúcio. Os policiais se dirigiram até a unidade de saúde e constataram que o suspeito era na verdade um colega de farda, lotado na 22ª Cicom.

No local, o PM alegou que ele estava ferido porque haviam sofrido um assalto e chegou a registrar um Boletim de Ocorrência (B.O.). Em seguida, o vigilante também chegou na delegacia e desmentiu a versão de Rodrigo, o reconhecendo pela tentativa. 

Rodrigo Silva foi preso em flagrante e encaminhado ao Batalhão de Guarda, onde ficará detido e deve responder o processo administrativo.