Publicidade
Manaus
Manaus

Ação alerta motoristas sobre o excesso de poluição sonora no trânsito de Manaus

Universitários do UniNorte vão realizar quando é celebrado o Dia Internacional de Conscientização sobre o Ruído, uma ação educativa para conscientizar as pessoas sobre o problema 29/04/2015 às 13:57
Show 1
Um dos locais onde a poluição sonora é mais evidente é o trânsito: o nível de decibéis chega a 110, quando o limite ideal é 85
Kelly Melo Manaus (AM)

Na rua, em casa, no trabalho, no trânsito e em todo lugar as pessoas estão sempre produzindo ruídos que, em excesso, podem atrapalhar o sono e a concentração de muita gente e, até mesmo, fazer mal à saúde: a poluição sonora é um dos principais problemas de saúde pública no Mundo, alertam especialistas.

Pensando nisso, universitários do UniNorte vão realizar, hoje, quando é celebrado o Dia Internacional de Conscientização sobre o Ruído, uma ação educativa para conscientizar as pessoas sobre o problema e as orientar a produzirem menos barulho, principalmente no trânsito. “A poluição sonora é a terceira problemática na questão de saúde pública em todo o mundo. Por isso, vamos às ruas para tentar conscientizar as pessoas”, explicou a fonoaudióloga e coordenadora do evento, Gabriela Rodrigues.

De acordo com a coordenadora, a mobilização existe no Brasil há alguns anos e, este ano, vai trabalhar com o tema “Ruído no trânsito: um vilão que ninguém presta atenção”.

Segundo ela, a poluição sonora provoca, além de perda auditiva, outros problemas de saúde como estresse, irritabilidade, insônia, alterações na circulação sanguínea e até pressão alta. “Ideal seria que em um ambiente normal as pessoas fossem expostas a sons de até 85 decibéis, mas diariamente, só no trânsito, estamos expostos até a 110 decibéis”, explicou.

A fonoaudióloga também alertou para que os cuidados com os sons sejam tomados também dentro de casa, trocando os objetos “barulhentos” pelos mais “silenciosos”. Outras medidas fáceis para produzir menos barulho é reduzir o uso das buzinas e o volume dos aparelhos de som dos veículos.

Trabalho educativo

Gabriela Rodrigues explicou que quatro grupos de estudantes de fonoaudiologia estarão na avenida Constantino Nery, bairro Chapada; em frente à sede do Instituto Municipal de Trânsito (Manaustrans), no Japiim; e em uma escola de ensino infantil, pela manhã e à tarde, para orientar motoristas, pais e crianças sobre o uso consciente dos sons. “O nosso objetivo é atingir o máximo possível de pessoas, chamando a atenção para essa problemática e orientando sobre como evitar a poluição sonora e seus consequentes danos à saúde”, destacou.