Publicidade
Manaus
Manaus

Ação emergencial tenta conter o nível do rio em Parintins (AM)

Uma das principais vias do bairro Itaúna, a avenida Paraíba terá o nível elevado para garantir fluxo de veículos e pedestres 17/06/2014 às 20:28
Show 1
Centenas de famílias sofrem com as alagações e muitos comerciantes amargam prejuízos
Jhonny Lima PARINTINS (AM)

Mais de 10 mil sacas de material argiloso (misturado com cimento) estão sendo  colocados na avenida Paraíba, no bairro de Itaúna 1, com o objetivo de conter o nível da água do rio Amazonas, que afeta dezenas de comércios e residências na maior cheia da história  em Parintins, município que se prepara para o Festival Folclórico da “Copa do Mundo”.

O “rip rap” construído pela empresa Socorro Carvalho, contratada pela prefeitura do município, tem uma extensão de aproximadamente 200 metros, segundo informou um dos engenheiros da obra, Ronaldo Farias, e vai garantir o fluxo de pedestres e veículos a qualquer época do ano após a finalização. Segundo ele, a previsão para liberar a avenida é até o dia 25 de junho, antes do festival.

“Depois dessa fase de colocação de rip rap, vamos nivelar com concreto para poder liberar a pista para o tráfego neste primeiro momento. Não que a obra esteja finalizada, porque vamos continuar com o acabamento”, destacou o engenheiro.

Centenas de famílias sofrem com as alagações e muitos comerciantes amargam prejuízos. O dono de um mercado na avenida Paraíba, Ailson Pereira da Cruz, 32, contabiliza um prejuízo de mais de R$ 5 mil com o bloqueio da rua. “Essa era uma avenida muito movimentada. Pelo menos 90% da minha clientela deixou de frequentar o meu comércio. Os outros 10% são dos moradores aqui de perto”, lamentou.

A rua Alcides Seixas, no bairro de São Francisco, também é afetada pela enchente. Pontes de madeira foram construídas pela prefeitura enquanto os moradores aguardam pela descida do nível do rio, que gira em torno de 3 a 4 centímetros por dia, segundo informações dos moradores que tiveram que fazer marombas em suas residências para não abandonarem o local.

Buracos

No bairro Paulo Corrêa, as ruas 3 e Gene Bentes, além do sofrimento com a invasão das águas da enchente do rio Amazonas, parte das vias também estão cheias de buracos, dificultando a passagens de veículos.  A prefeitura não informou quais ações fará na via.