Publicidade
Manaus
Manaus

Ação ‘salva’ cinco árvores centenárias na Zona Sul de Manaus

Na manhã deste sábado (28), a equipe da secretaria de meio Ambiente de Manaus concluiu o procedimento em cinco árvores que ficam dentro do Terminal de Ônibus (T1), localizado na Avenida Constantino Nery, bairro Centro, Zona Sul de Manaus 28/07/2012 às 16:08
Show 1
Semmas retirou parasitas de cinco árvores
Thiago Gonçalves Manaus (AM)

Infestadas por ‘ervas de passarinho’, dez mangueiras centenárias são submetidas a um procedimento de salvamento pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmas). A praga que atinge as árvores são prejudiciais e as levam à morte.  Uma das mangueiras que têm cerca de 10 metros de altura está em estágio final e, provavelmente, não será possível ser salva.

Na manhã deste sábado (28), equipe da secretaria de meio ambiente de Manaus concluiu o procedimento em cinco árvores que ficam dentro do Terminal de Ônibus (T1), localizado na Avenida Constantino Nery, bairro Centro, Zona Sul de Manaus. A secretaria seguirá com a ação no próximo sábado.

Por conta da ação ambiental o trânsito precisou ser alterado no sentido centro-bairro. Doze agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) foram ao local para auxiliar o tráfego. Além de equipes da Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) e da companhia de energia elétrica.

Os trabalhos de manutenção das árvores iniciaram há um mês, após um diagnóstico realizado pelo departamento de meio ambiente municipal. Os cuidados fazem com que as mangueiras revigorem e voltem a dar frutos.

Outras ruas do Centro da capital como a Costa Azevedo, 24 de maio, Monsenhor Coutinho e Carvalho Leal, também abrigam árvores da mesma espécie, já receberam a ação da prefeitura.

Ameaça

A Erva-de-passarinho (Struthantus flexicaulis) é um parasita que se desenvolve sobre galhos e troncos de arbustos, arvoretas, árvores de ruas, praças e jardins, além de pomares. É uma planta que vive no alto da copa das árvores, pertencente à família Loranthaceae. A Erva é conhecida por estar associada ao hábito alimentar de espécies de pássaros que consomem seus frutos e dispersam suas sementes.