Publicidade
Manaus
Manaus

Acusado de ter participado de atentado contra prefeito de Coari é morto a tiros

O ex-policial José Francisco Mendonça Pereira, 37, foi morto com tiros no braço, na cabeça, além de um tiro  que chegou a atravessar o tórax. Mendonça, como era conhecido, foi preso, em janeiro deste ano, acusado de participar do atentado contra o prefeito de Coari Arnaldo Mitouso (PMN). 01/11/2012 às 17:59
Show 1
Um dos seguranças de Mitouso conhecido como Mendonça, preso ao chegar no porto de Manaus
acritica.com Manaus (AM)

O ex-policial José Francisco Mendonça Pereira, 37, foi morto, por volta das 15h, desta quinta-feira (1), no município de Coari (a 362 quilômetros de Manaus), em um escritório da Trip Linhas Aéreas. Mendonça, como era conhecido, foi preso, em janeiro deste ano, acusado de participar do atentado contra o prefeito de Coari Arnaldo Mitouso (PMN). O ex-policial já foi segurança de Arnaldo Mitouso.

De acordo com moradores do município, dois homens armados e encapuzados entraram no estabelecimento atirando. Eles chegaram ao local em um carro modelo Bora, cuja placa ainda não foi informada pela polícia.

Mendonça levou tiros no braço, na cabeça e um tiro chegou a atravessar o tórax. No total, foram deflagrados doze tiros.

O corpo de Mendonça foi removido e levado para o Hospital Regional de Coari. O ex-policial foi assassinado em frente à esposa Tayara Torres e o filho de dois anos de idade.

Durante o crime, Tayara Torres chegou a ser atingida por estilhaços. Ela está internada na Unidade Mista de Coari, mas o estado de saúde é estável.