Publicidade
Manaus
Manaus

Adolescente mantida em cárcere privado pelo marido é resgatada em Manaus

Segundo constam nos autos, a mãe da menor, Noêmia Soares (37) ficou preocupada com a demora da filha e tentou entrar na casa do agressor em busca de notícias. Alisson tentou agredir a mãe da esposa e a impediu de entrar em casa 12/03/2012 às 19:07
Show 1
A polícia encontrou a menor presa dentro do quarto. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher
MARIA DERZI ---

Uma adolescente de 16 anos mantida em cárcere privado pelo marido, na rua Luzeiro, 211, no bairro da Redenção, Zona Centro Oeste, foi resgatada nesse domingo (11) pelos policiais da 17ª Companhia  Interativa Comunitária (Cicom) após resistência dos familiares do agressor. Alisson de Araújo Serrão (24) manteve a esposa que está grávida, presa dentro de um quarto, após agredi-la no rosto e na cabeça. O agressor não aceitou o pedido de divórcio solicitado pela menor, que vivia com Alisson há cerca de um ano.

“Ela já estava separada, fisicamente de Alisson e  foi a casa do marido para levar os documentos do divórcio. Inconformado com a separação, Alisson teria convidado a esposa para entrar e a prendeu no quarto. Alisson a agrediu, desferindo socos no rosto e na cabeça. Ele já a tinha agredido, uma vez, enquanto namoravam”, disse a titular da delegacia da mulher,Lia Gazineu.

 Segundo constam nos autos, a mãe da menor, Noêmia Soares (37) ficou preocupada com a demora da filha e tentou entrar na casa do agressor em busca de notícias. Alisson tentou agredir a mãe da esposa e a impediu de entrar em casa. “A mãe denunciou a situação à polícia foi a casa do agressor. Lá chegando, Alisson ainda tentou impedir a polícia de entrar soltando e disse que iria soltar os três cachorros pitbull. A polícia encontrou a menor presa dentro do quarto”, disse a delegada.

 Alisson foi preso em flagrante após a família tentar evitar que  fosse levado pela polícia. Ela vai responder por agressão física, cárcere privado e resistência à prisão. A menor e a sua mãe já tinha tentado dar parte do agressor, em janeiro desse ano, mas desistiram no dia seguinte a denúncia. Alisson também já se envolveu em brigas de trânsito, demonstrando temperamento agressivo. Ele foi encaminhado à penitenciária Raimundo Vidal Pessoal.

“Toda vez que a gente faz procedimento de violência doméstica, que seja prisão em flagrante,obrigatoriamente, a gente pede uma medida protetiva. Se caso ele for colocado em liberdade, na comunicação feita ao ministério público,  ele deverá se manter distante da menor. Se ele descumprir, ele vai voltar para a cadeia”, avisou a titular da Delegacia da Mulher.

 Menos de uma semana do dia da mulher Segundo a titular Delegacia Especializada em Crimes conta a Mulher os crimes de “Nós temos um quantitativo praticamente fixo, mensal. A gente percebe que as vítimas se sentem mais encorajadas a procurar as autoridades  competentes, a se instruírem melhor e tentar resolver as questões”, disse a delegada.