Publicidade
Manaus
Manaus

Adolescente, suspeito de atirar contra Coronel da PM, é apreendido

O jovem foi localizado e encaminhado a Delegacia de Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd). Equipes da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Polícia Civil e Militar fazem buscar no município. Com ele foi localizado o veículo usado no crime. 06/08/2012 às 22:29
Show 1
O Coronel Luiz Gonzaga Júnior, diretor da SNPH, foi atingindo com três tiros no abdómen, na noite desse sábado, após um assalto na padaria de familiares, que fica localizada na Avenida Torquato Tapajós, Flores, Zona Centro-Sul de Manaus
acritica.com Manaus

Um adolescente de 16 anos foi apreendido nesta segunda-feira (06), suspeito de participar da tentativa de assalto e atirar contra o Coronel da Polícia Militar e diretor da Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovias (SNPH), Luiz Gonzaga, em Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus). Policiais da 32º Distrito Policial no munícipio.

O jovem foi localizado e encaminhado a Delegacia de Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd). Equipes da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Polícia Civil e Militar fazem buscar no município. Com ele foi localizado o veículo usado no crime.

O Coronel da Polícia Militar, Luiz Gonzaga da Silva Júnior, baleado durante assalto na noite do último sábado (4), permanece até esta segunda-feira (6), internado no Hospital Platão Araújo, localizado na zona Leste de Manaus.

Luiz Gonzaga teve o carro roubado, mas a dificuldade em encontrar e desarmar o freio de mão do veículo, fez com que os assaltantes abandonassem o carro.  A partir daí o Cel. Luiz Gonzaga perseguiu os elementos, efetuando disparos, quando foi surpreendido e alvejado com três tiros por um quarto bandido que estava num veículo Pegeot, prata, próximo ao comércio.

De acordo com informações repassadas pela assessoria de imprensa da Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovias (SNPH), da qual o Coronel é diretor, Luiz Gonzaga encontra-se em coma induzido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital.

As informações também dão conta de que o Militar respira com a ajuda de aparelhos, e que deve permanecer na UTI por pelo menos mais uma semana.