Publicidade
Manaus
Manaus

Adriano pede dispensa de treino neste domingo e diretoria do Timão aceita

Imperador treinou no sábado pela manhã, mas recebeu folga neste domingo. Na segunda, ninguém vai treinar... 11/03/2012 às 17:03
Show 1
Adriano
Lance ---

Com uma situação cada vez mais difícil no Corinthians, o atacante Adriano pediu dispensa do treinamento deste domingo, no CT Joaquim Grava. Segundo o diretor de futebol, Roberto de Andrade, ele recebeu a folga pois já havia treinado no último sábado, horas antes de o Timão entrar em campo para enfrentar o Guarani, no Pacaembu.

- Ele treinou ontem (sábado). Se tivesse ido ao jogo, não teria treinado. Ele pediu e, como já havia treinado ontem, nós aceitamos. Amanhã (segunda-feira) é folga para todo mundo. Não teve nada demais, foi isso - disse o dirigente, ao LANCENET!.

Na manhã neste domingo, a atividade contou com a presença de todo o grupo alvinegro - os que atuaram diante do Guarani, fizeram um trabalho regenerativo. Os titulares da próxima quarta-feira, diante do Cruz Azul (MEX), pela Copa Santander Libertadores, fizeram um trabalho com bola no gramado. A viagem para a Cidade do México será por volta de 23h deste domingo. Os relacionados vão se apresentar às 19h30 no CT.

Na última sexta, o jogador  negou-se a subir na balança ao saber que estava fora dos relacionados do jogo de sábado, pelo Paulistão, e da próxima quarta-feira. De acordo com o "Blog do Neto", o camisa 10 ficou chateado com a repercussão de sua indisciplina e vai usar os dias em que não vai treinar para pensar no futuro. Andrade negou conhecimento do fato.

- Eu não sei o que o jogador vai fazer na folga, quanto mais o que vai pensar. Não sei se vai pensar na vida, na morte da bezerra... O Tite o tirou do jogo, ele não tem de gostar mesmo. Mas o treinador já cansou de tirar jogador, e só porque foi o Adriano teve todo esse barulho. Já aconteceu com o Jorge Henrique, Willian, Alex... - lembrou o diretor.

Em relação ao futuro do Imperador, ele garantiu que não vai rescindir o contrato do jogador antes do término do vínculo, 30 de junho deste ano.

- Vamos esperar ele jogar, acabar o contrato... Não sei o que vai acontecer. A questão dele é física e técnica, não é da parte administrativa. Se ele vai voltar, quem tem de responder é a comissão técnica que o tirou.