Publicidade
Manaus
Manaus

Agilidade dos auditores fiscais do AM é questionada

Receita Federal diz que 90% produtos estão sendo liberados em 24 horas. Indústria e comércio rebatem 25/07/2012 às 08:00
Show 1
Receita Federal diz que 90% produtos estão sendo liberados em 24 horas. Indústria e comércio rebatem
RENATA MAGNENTI Manaus

A Receita Federal divulgou que 90% das cargas importadas que chegam ao Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, estão sendo liberadas em até 24 horas, enquanto que “apenas 0,98%” delas levam mais de nove dias. No Porto, 79% das cargas estão sendo liberadas em até 24 horas, enquanto que 5,35% têm demorado mais de 9 dias para ser liberada. Nesta quinta-feira (26), os inspetores do aeroporto e do porto se reúnem com representantes da indústria e do comércio para discutir o assunto.

Os dados foram divulgados devido a críticas do comércio e da indústria frente a greve dos auditores fiscais da Receita que hoje completa 35 dias.

“A situação na indústria continua muito ruim. Todas as fábricas estão sendo afetadas de alguma maneira e quando uma mercadoria cai no canal vermelho leva quase o dobro dos seis dias gastos antes da greve”, pontuou o presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco.

No comércio, o presidente da Associação Comercial do Amazonas (ACA), Ismael Bicharra, disse que antes das mercadorias caírem nos canais de fiscalização está havendo uma malha que freia a liberação dos itens. “Estamos preocupados, pois mesmo em greve os produtos estavam sendo liberados, mas de uns dias para cá tenho recebido muitas reclamações de empresários”, informou.

Na última quinta-feira (19), representantes da Receita e da indústria e comércio também se reuniram. A Receita disse na ocasião que a demora na liberação de Declarações de Importação (DI), em alguns casos, está relacionada a pendências dos próprios importadores, como erros de preenchimento e falta de documentos.

No mês de julho, 93% das declarações registradas foram desembaraçadas no aeroporto. No porto, esse percentual de desembaraço é de 91%. Somente neste mês, já foram liberadas na Alfândega do Porto 2.553 cargas e na Alfândega do Aeroporto 3.286 cargas.