Publicidade
Manaus
Manaus

Aleam registra aumento de 424% nos gastos com locomoção em ano eleitoral

Em apenas um mês, a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas gastou R$18,5 milhões com pagamento de pessoal, locomoção, alimentação, entre outros. O dado consta no Balancete Analítico da Casa, disponível na internet 17/08/2012 às 10:40
Show 1
Assembleia Legislativa do Amazonas
Ana Carolina Barbosa Manaus

Entre janeiro e julho deste ano - quando ocorrem as eleições municipais e os deputados estaduais prestam apoio a correligionários no interior -, a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) acumulou R$ 731,1 mil em gastos com passagens e despesas com locomoção.  O valor corresponde a um aumento de 424% na comparação com igual período do ano passado, quando foram utilizados R$ 139,7 mil, conforme dados do Balancete Analítico da Casa Legislativa disponível na internet.

Do total utilizado para esta finalidade nos primeiros sete meses deste ano, R$ 672,6 mil foram destinados à compra de passagens nacionais e R$ 59 mil injetados na locação de meios de locomoção (carros, ônibus, aviões, entre outros).

A diferença notada com relação ao ano passado é que, em 2011, o valor foi utilizado na íntegra para a compra de passagens nacionais, excluindo, consequentemente, as intermunicipais.

Crescimento de despesas

O levantamento mostra, ainda, que no mesmo período, as despesas da Aleam totalizaram R$ 110.283.337, um crescimento de 4,8% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Já em relação ao mês anterior, quando o acumulado de gastos registrado pela Casa foi de R$ 91,8 milhões, o aumento foi de quase R$ 18,5 milhões, o que representa na ponta do lápis 20,1% a mais em apenas um mês. O gasto corresponde, ainda, a 54,9% do orçamento total previsto para este ano de R$ 201 milhões.

O Balancete Analítico é o documento que traz os gastos (liquidez) ou todo valor comprometido para manter a Aleam (empenho). Ele é disponibilizado mensalmente no site da Casa e, no do mês de julho, o documento trouxe algumas mudanças se analisados junto aos dados de 2011.

Um exemplo disso é o gasto com pessoal, que passou de R$ 256,6 mil para R$ 442,2 mil, um acréscimo de 72,3%. Já as despesas com Auxílio Financeiro tiveram um aumento mais discreto, passando de R$ 1,3 milhão, aproximadamente, para quase R$ 1,5 milhão (21,1% a mais).

No caso da locomoção com veículos, que nem é citada no Balancete Analítico até julho de 2011, registrou um gasto de R$ 384,8 mil entre janeiro e julho deste ano, e o conhecido Auxílio Alimentação, passou de aproximadamente R$ 14 milhões para R$ 16,4 milhões, um acréscimo de 17,6%.

Redução

Entre os itens cujos valores foram alavancados em 2012, um se sobressaiu por ter apresentado redução: o gasto com pensões, que passou de R$1,3 milhão para pouco mais de R$ 1,2 milhão, decréscimo discreto de 1,3%.

A equipe de reportagem do acrítica.com tentou contato tanto com o diretor-geral da Aleam, Wander Mota, pelo telefone 99XX-XX01, quanto com o presidente da Casa, deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), pelo número 99XX-XX89, mas não obteve sucesso.