Publicidade
Manaus
Manaus

Amazonas foi o terceiro maior produtor de Petróleo e Gás em junho deste ano

Em junho, segundo a ANP, Estado produziu 122,67 mil barris equivalentes de petróleo por dia 01/08/2012 às 08:28
Show 1
Em junho, segundo a ANP, Estado produziu 122,67 mil barris equivalentes de petróleo por dia
LUANA GOMES Manaus

Em junho, o Amazonas foi o terceiro Estado que mais contribuiu para a produção média de petróleo e gás da Petrobrás, dentre as dez unidades da federação produtoras, ficando atrás de Rio de Janeiro e Espírito Santo, Estados onde está concentrada a bacia do Pré-sal. Conforme levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), foram produzidos 122,67 mil barris equivalentes de petróleo por dia no Estado, referente a uma fatia de 5,25% do total produzido no período (2,34 milhões).

O potencial petrolífero se encontra na Bacia de Urucu, nos municípios do Coari e Tefé.

O cobiçado gás natural teve uma representação significativa por parte do Estado. Embora produza o combustível fóssil apenas em terra, o Amazonas obteve a segunda maior participação nos 60,27 mil metros cúbicos por dia que foram gerados no País, perdendo apenas para o Rio de Janeiro (23,95 mil), cujo petróleo é extraído do mar. Ainda assim, no mês, com 11,14 mil metros cúbicos por dia, a região amazonense se tornou a maior produtora terrestre do item no País.

Quanto a produção diária de petróleo, o Amazonas respondeu por 52,59 mil barris de petróleo, o quarto melhor resultado dentre os dez estados produtores. Ainda assim, a fatia amazonense representou 2,68% do total produzido em junho, em todo o território nacional (1,96 milhão de barris por dia). Com contribuição apenas de poços terrestres, o saldo apresentado pelo Estado no indicador é inferior apenas ao que foi alcançado no Rio Grande Norte, uma faixa de 55,16 mil barris por dia em junho.

Anuário

No ano anterior, com base nos dados divulgados pela ANP no Anuário Brasileiro de 2012, foram produzidos 12,68 milhões de barris de petróleo no Amazonas, o que representou 1,65% do que foi fabricado em todo o ano de 2011 no País (768,47 milhões). O saldo representou uma queda de 2,66% em comparação a 2010, quando foram gerados 13,03 milhões de barris.

Os dados de produção de gás natural foram mais otimistas, tendo em vista que houve aumento de 7,86% no que foi produzido, com 4,16 bilhões de metros cúbicos em 2011 frente aos 3,86 bilhões de 2010.

Nos dez estados produtores de petróleo, foram produzidos 24,07 bilhões de metros cúbicos, alta de 4,95% em comparação a 2010 (22,94 bi).