Publicidade
Manaus
Esportes, Bolsa Atleta, Ministério dos Esportes, Bianca Maia, Olimpíadas

Amazonas tem 33 atletas contemplados pelo Bolsa-Atleta

No total, serão  4.243 atletas de 53 modalidades que compõem os programas dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paraolímpicos 13/03/2012 às 13:09
Show 1
Entre os contemplados pelo benefíco do Governo Federal está a ginasta Bianca Maia
acritica.com Manaus

A ginasta amazonense Bianca Maia é uma das 33 atletas do Amazonas beneficiada pelo programa Bolsa-Atleta este ano. 

As novidades do programa foram anunciadas nessa segunda-feira (12), pelo ministro dos Esportes Aldo Rabelo, no Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo.

No total, serão  4.243 atletas de 53 modalidades que compõem os programas dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paraolímpicos.

 O número representa um aumento de 33,3% em relação aos 3.182 de 2011.  Outra grande novidade do  benefício é que ele será estendido a estrelas do esporte nacional, independentemente de já terem patrocínio.

 Nomes como Maurren Maggi, Fabiana Murer, Jade Barbosa, Robert Scheidt, Marilson Gomes dos Santos e dos irmãos Daniele e Diego Hypolito contam agora com o apoio do programa, e receberão R$ 3.100.

Antes, a maioria deles não se candidatava porque a lei não permitia o benefício aos que já contassem com patrocínio individual e que recebessem salário.

Esse dispositivo foi eliminado pela Lei 12.395, de março de 2011, que também fez outras mudanças no programa, como a correção anual do valor da bolsa e a criação de duas novas categorias: Atleta de Base e Atleta Pódio.

O Atleta Pódio é, ao mesmo tempo, um novo programa do Ministério do Esporte em fase de regulamentação. Projetada para contemplar atletas de elite com reais condições de disputar finais, títulos e medalhas, a categoria Pódio atenderá esportistas que estejam nas primeiras 20 posições  do ranking mundial em modalidades individuais dos programas olímpico e paralímpico.

Alguns números
Em 2005 o Bolsa-Atleta começou a funcionar. 

O público-alvo são esportistas de alto rendimento que obtêm bons resultados nas competições nacionais e internacionais.

O número de mulheres contempladas cresceu substancialmente: são 1.744 agraciadas, 29,2% a mais que as 1.349 de 2011.

O número de atletas paralímpicos é de 1.184 – 1.182 no ano passado. Há atletas de 26 unidades da federação – apenas o Acre não possui bolsistas –, divididos em cinco categorias: Estudantil, de Base, Nacional, Internacional e Olímpica/Paralímpica.

Os recursos também aumentaram: em 2012, o Ministério do Esporte destinará R$ 60 milhões para atender aos 4.243 bolsistas dos esportes olímpicos e paralímpicos.

Em 2011, esse valor foi de R$ 44 milhões.