Publicidade
Manaus
Manaus

Amazonas tem alta rejeição de turistas, diz pesquisa

Condições urbanas fazem visitantes repensarem a volta ao estado amazonense 18/04/2012 às 09:00
Show 1
Dos turistas nacionais 70,2% responderam que certamente recomendaria Manaus como destino turístico aos demais. Já 36,3% é a parcela de turistas insatisfeitos com o serviço de transporte público
Jornal A Crítica Manaus (AM)

As condições estruturais do Amazonas pesam na hora do turista nacional e estrangeiro decidir voltar ao Estado. A pesquisa do Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais “Comportamento do Turismo na Região Metropolitana de Manaus” mostrou que 67,7% dos turistas planejam retornar a Manaus. Dos estrangeiros, 58,9% provavelmente recomendaria a cidade a outros turistas e 42,1% deles responderam que certamente voltarão a Manaus.

A pesquisa foi realizada com 385 turistas e 90 operadores de turismo, em fevereiro. Ela reflete o que pensam e quais os interesses dos turistas que visitam o Amazonas.

Transporte público (36,3%), segurança (34,6%), limpeza pública (33,4%), asfaltamento (27,9%) e telecomunicações (26,9%) foram os serviços que mais geraram insatisfação por parte dos turistas estrangeiros.

As dificuldades que mais são levadas em conta na opinião dos gerentes e empresários para alavancar o turismo no Amazonas são: ausência de eventos culturais/ empresarias, melhor divulgação do município no Brasil e exterior, infraestrutura do município de Manaus; incentivos fiscais, infraestrutura aeroportuária.

O público seleto procura no Amazonas o turismo de selva e o exotismo. Presidente Figueiredo continua sendo a preferência do turista depois de Manaus. Prova dessa preferência é que do total de turistas de origem nacional, a maioria (19%) declarou receber renda inferior a R$ 2 mil, enquanto dos estrangeiros ficou entre US$ 6.169,65 a US$ 7.402,84, com total de 18,6% dos entrevistados.

A Fecomércio acredita que a pesquisa pretende auxiliar tanto os agentes públicos quanto privados na formulação de seus planos para o setor.