Publicidade
Manaus
Manaus

Amazonense cria aplicativo e robô-secretário

Estudantes desenvolvem programas que vão ajudar empresas e usuários de redes sociais. Inventos estão na ‘Hackatona 04/03/2012 às 10:59
Show 1
Rodrigo Rezende desenvolveu o robô para monitorar citações e responder as perguntas mais comuns nas redes sociais
Ana Celia Ossame Manaus

Um “robô-secretário” capaz de monitorar as citações de uma empresa nas redes sociais digitais e responder perguntas mais frequentes feitas pelos usuários é um aplicativo para Internet que está sendo elaborado pelo estudante Rodrigo Rezende, 24, de Ciências da Computação da Faculdade Fucapi. Em outra ponta, na Engenharia da Computação, outro aluno da Fucapi, Ayrton Araújo, está elaborando um aplicativo denominado por ele de “Gênio da Lâmpada” capaz de sugerir três eventos do ingresse.com, um site especializado em eventos de todos os tipos de acordo com o “gosto do cliente” armazenado por ele numa base de dados.

As duas criações foram   apresentadas na ‘Hackatona’, uma maratona de programação com 12 horas de duração dentro do tema “Interatividade Social na Internet”, da Fucapi, que  acontece até o  dia 9. Durante a maratona, os inscritos foram desafiados a desenvolver novas ideias para melhorar a interação social na Internet, tema da edição. Produzidos no último final de semana, os projetos estão sendo selecionados por votação via Internet, informa a Fucapi.

O evento é inspirado nas famosas ‘Hack-a-thons’, promovidas em São Francisco por empresas como Facebook, Google e dentro de faculdades como a Stanford.

Robô-Secretário

Rodrigo Rezende teve a ideia de construir o “robô-secretário” ao observar, na própria Fucapi, o monitoramento das redes sociais feito para mapear as citações da faculdade e assuntos de interesse da instituição. “Achei interessante automatizar esse serviço e vou trabalhar para conseguir implementar nele tarefas simples, deixando as mais complexas para uma pessoa responder”, disse o estudante, que trabalha no aplicativo nas horas vagas e por isso ainda não tem prazo para concluir o aplicativo. 

Ao revelar conseguir monitorar o Twiter com o “robô-secretário”, o estudante observa que outra proposta é oferecer informações a quem quiser saber mais da empresa. Ele vê a possibilidade de redução de custos para micro e pequenas empresas, que poderão contar com o serviço.

Para ele, que trabalha na Fucapi, a instituição é uma boa escola, que abre espaços no mercado de trabalho, tal qual a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Universidade do Estado (UEA). Amazonense nascido no Rio Preto da Eva (a 80 quilômetros de Manaus), Rodrigo está radicado em Manaus há quatro anos e vai aproveitar o tempo livre para aperfeiçoar o “robô-secretário” que será a marca representativa de um talento da terra.