Publicidade
Manaus
Manaus

Amazonino deixará 55 creches para sucessor inaugurar em Manaus

As obras foram licitadas na atual gestão, mas só serão concluídas no próximo ano, deixando para o próximo prefeito eleito, seja ele qualquer um dos nove candidatos à Prefeitura de Manaus, o mérito das inaugurações 26/08/2012 às 16:10
Show 1
Na foto, manifestantes protestam em frente à Prefeitura de Manaus pela construção de creches na cidade
Ana Carolina Barbosa Manaus

O próximo prefeito de Manaus ficará com o mérito da inauguração de pelo menos 55 creches na capital, orçadas em R$ 109 milhões, as quais já foram licitadas e devem ter as obras concluídas entre janeiro e agosto de 2013, conforme prazo contratual. O atual chefe do executivo, Amazonino Mendes (PDT), por sua vez, terminará seu mandato com oito creches entregues à população das mil prometidas durante a campanha eleitoral de 2008.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Educação (Semed), as oito creches construídas no último ano de mandato do atual chefe do executivo receberam investimentos de quase R$ 10 milhões, e começam a ser inauguradas no próximo mês.

Na campanha eleitoral de 2008, Amazonino prometeu mil creches em quatro anos e, este ano, na ocasião da abertura do ano legislativo na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o prefeito anunciou que faria apenas 110 creches, orçadas em R$ 159 milhões.

Hoje, o número de creches licitadas é 55, com a garantia de investimentos na ordem de R$ 109,2 milhões – sem contar as oito quase concluídas -, R$ 79.867.197,30 do Governo Federal e R$ 29.759.102,57 de contrapartida da PMM.

Além delas, outras 55 estão dependendo de uma avaliação do Ministério da Educação (MEC) para serem licitadas, o que pode ampliar para 118 o número de obras a serem realizadas no próximo ano.

Os 11 extratos relativos às 55 primeiras creches, previstas para o orçamento deste ano, foram publicados entre maio e agosto no Diário Oficial do Município (DOM) e os empreendimentos serão distribuídos por todas as zonas de Manaus. Contudo, os prazos de execução, conforme os extratos, serão de 170 dias a 270 dias, o que mostra que as obras só serão inauguradas no próximo ano, embora a previsão de início seja este mês.

As obras contemplarão não só a população, mas pelo menos seis dos nove candidatos à Prefeitura de Manaus, já que, nos dois primeiros debates entre prefeituráveis para a capital promovidos pela TV Band Amazonas, todos prometeram construir creches na cidade. Participaram das ocasiões os seguintes candidatos: Arthur Virgílio (PSDB), a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), o ex-prefeito Serafim Corrêa (PSB) e os deputados Pauderney Avelino (DEM), Sabino Castelo Branco (PTB) e Henrique Oliveira (PR).

Inaugurações

Segundo informações da assessorial da Semed, três das oito creches em construção serão inauguradas até o final de setembro nos seguintes locais: loteamento Jardim Mauá (Zona Leste), Santa Luzia (Zona Sul) e Parque São Pedro (Zona Norte). Outras cinco devem ser inauguradas em dezembro, nas comunidades São Francisco (Petrópolis, Zona Sul), Gilberto Mestrinho (São José 2), João Paulo (Jorge Teixeira 4), Cidade Alta (Jorge Teixeira), todos na Zona Leste, e uma no bairro Alfredo Nascimento (Zona Norte).

Elas custaram R$9,9 milhões, dos quais R$ 7.260.654,25 do valor são fruto de um convênio firmado com o governo federal e cujos recursos vieram do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) e R$ 2.693.793,22 foram a contra -partida do município.