Publicidade
Manaus
Manaus

Ambulantes são retirados de área em volta do Mercado Adolpho Lisboa, em Manaus

Durante a ação, agentes constataram que muitos produtos vendidos estavam estragados. Prefeitura afirmou que fiscalização na área deve ser intensificada 03/05/2014 às 16:18
Show 1
Cerca de 50 ambulantes foram retirados na manhã deste sábado (3)
ACRÍTICA.COM Manaus (AM)

Após ACRÍTICA relatar a situação de ambulantes e canoeiros vendendo diversos tipos de mercadorias no entorno do Mercado Adolpho Lisboa, - área não permitida para a prática - secretarias ligadas à Prefeitura de Manaus retiraram na manhã deste sábado (3) cerca de 50 ambulantes que atuavam na rua Tabelião Lessa, Centro. Na ocasião, os agentes constataram que muitos produtos ofereciam risco à saúde. 

Segundo a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), a ação contou com o apoio das secretarias de Feiras e Mercados (Sempab), Centro (Semc), Limpeza Pública (Semulsp), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) e Polícia Militar (PM).

Durante a ação, os agentes constataram que muitos produtos como frutas, verduras e peixes estavam estragados, oferecendo risco à população. Conforme a Prefeitura, os comerciantes foram avisados que a prática não é autorizada no local e por conta disso, eles não poderiam permanecer ali. Em seguida, a Sempab fez a retirada das bancas e recolheu os produtos.

De acordo com o secretário Fábio Pacheco, da Sempab, a fiscalização nessa área vai ser intensificada para evitar que os ambulantes retornem outra vez. Após a retirada do comércio irregular, a rua foi lavada e o espaço devolvido à população. Denúncias podem ser feitas à Semc pelo telefone 3631-2982 ou para a Sempab pelo telefone 3663-8488.

Sujeira

O lixo deixado por vendedores ambulantes no entorno do mercado Municipal Adolpho Lisboa, no Centro de Manaus, prejudicava a imagem de um dos principais cartões postais da capital. De acordo com os permissionários, a limpeza e higiene dentro do “mercadão” são notadas por todos, mas fora não era a mesma coisa.

A Secretaria Municipal de Feiras, Mercados, Produção e Abastecimento (Sempab) informou que, em parceria com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), irá instalar um portão entre o Mercado e a loja ao lado para impedir o acesso de canoeiros e ambulantes nas proximidades.