Publicidade
Manaus
TRAVESSIA

Após apreensão de balsas, população espera horas para fazer travessia no Porto da Ceasa

Embarcações que faziam a transporte fluvial de pessoas e veículos foram apreendidas pela Marinha do Brasil devido irregularidades 21/10/2017 às 16:30 - Atualizado em 21/10/2017 às 16:38
Show 8e97db23 2b08 40b7 a38b b6dabf54ca15
Foto: Jair Araújo
Geizyara Brandão Manaus (AM)

Após a apreensão de balsas irregulares no Porto da Ceasa, em Manaus, feita da Marinha do Brasil, a população precisou esperar horas neste sábado (21) para fazer a travessia rumo ao município do Careiro da Várzea, no outro lado do Rio Negro. Uma filha de carros e caminhões se formou em frente ao porto.

A estudante Lorena Paixão estava na fila desde o início da manhã e até as 15h30 ainda não havia embarcado. A família dela que chegou ao local de madrugada para atravessar e só conseguiu sair do porto às 10h. A estudante contestou as irregularidades nas balsas encontradas pela Marinha. Segundo ela, as embarcações não apresentavam falhas.

“Estou indo para o aniversário do meu avô em Manaquiri, mas agora não tem previsão para sairmos. Nunca tive problemas com as balsas”, disse ela, que faz esporadicamente o mesmo trajeto de viagem.


Foto: Jair Araújo

Para o motorista Edson Fernandes, que estava desde as 12h na fila de veículos em frente ao porto, as balsas não estão em boas condições, mas conseguiam fazer as travessias até o destino final. “Do outro lado (Careiro) a situação de demora está ainda pior”, contou ele.

De acordo com um agente portuário entrevistado pela reportagem, que não quis se identificar, uma balsa das cinco apreendidas já foi liberada. Mas, segundo ele, ainda não há previsão das demais voltarem a operar, pois isso depende da Capitania dos Portos.


Foto: Jair Araújo