Publicidade
Manaus
Manaus

Após Copa Brasil Beach Soccer, torcedores ‘comemoram’ com vandalismo pelas ruas de Manaus

Rixa entre vascaínos e flamenguistas resulta em muitas brigas e até tiroteio nas ruas do bairro Cachoeirinha, zona Sul da cidade. O bar do Maguila foi o pivô da maior concentração de vandalismo praticado pelos cruzmaltinos 11/03/2012 às 20:58
Show 1
Policiais no bar do Maguila
Marlen Lima Manaus

Com a final do II Copa Brasil de Clubes de Beach Soccer de 2012, que aconteceu nesta manhã, 11, na Arena dos Povos da Amazônia, na Zona Sul de Manaus, em que o Vasco ganhou o campeonato, o resultado do que deveria ser só alegria, se misturou a triste cenas de vandalismo praticada por parte da torcida cruzmaltina pelas ruas de Manaus (AM).

No Cachoeirinha, zona Sul, um bando de torcedores do Vasco, cerca de 300, segundo policiais militares que foram deslocados para dissipar a multidão de torcedores, inicou brigas contra torcedores do Flamengo.

Na ânsia de extravar uma alegria recheada de rixa, os vascaínos começaram a fazer um “arrastão” pelas ruas dos bairros  que passavam, e por onde encontravam torcedores do Flamengo, estes eram hostilizados, ofendidos, e agredidos sendo obrigados a tirar a blusa do seu time, e bem como as bandeiras do rubro negro eram arrancadas, depedradas.

O auge do vandalismo aconteceu na rua Urucará, quando no Bar do Maguila, reduto flamenguista, uma enorme bandeira do Flamengo foi alvo de troféu dos vascaínos, que só sossegaram quando conseguiram arrancar a bandeira do estabelecimento comercial. Para tanto não faltou brigas, e até tiroteios entre torcedores.  

Até agora, não se sabe se houve alguma pessoa ferida à bala. Mas, muitos moradores flamenguistas, bem como vascaínos, residentes próximos ao bar do Maguila se encontram com os corpos marcados com arranhões, e hematomas pelas brigas travadas entre as duas maiores torcidas do país, e assim como no Rio, em Manaus a rixa é grande.