Publicidade
Manaus
Para reflexão

Arcebispo dá sermão em políticos e diz que eles precisam ter mais misericórdia

Em evento realizado para anunciar as tradicionais celebrações de Pentecostes e Corpus Christi, Dom Sérgio Castriani alerta que políticos precisam ser misericordiosos e atuar mais pelo bem comum em prol do povo 11/05/2016 às 05:05 - Atualizado em 11/05/2016 às 08:47
Show bispo1
"O político tem que aprender que se fazer política é buscar o bem comum", disse o arcebispo Dom Castriani / Fotos: Márcio Silva
Paulo André Nunes Manaus (AM)

O arcebispo metropolitano de Manaus, dom Sérgio Castriani, deu um puxão de orelha nos políticos de todo o País, ontem, durante coletiva para falar sobre as festas de Pentecostes e Corpus Christi 2016. Para o religioso, falta mais misericórdia para a classe política. Misericórdia, aliás, está nas campanhas deste ano das duas celebrações religiosas.

“O político tem que aprender que se fazer política é buscar o bem comum. Não significa que se entre na política para resolver o meu problema, do meu grupo, da minha instituição, mas do bem comum, e ele só é atingido quando se age com misericórdia, que é a capacidade de sofrer pelo outro, de saber porque o outro sofre, e pautar a minha ação a partir do sofrimento dele, para que tenha vida, não eu. Isso é ser misericordioso, coisa muito concreta e muito prática. Não é ter dó do outro: é agir a partir da compaixão”, explica o arcebispo.

Poder pelo poder

Para dom Castriani, a política deveria ser um mundo de “misericórdia por excelência, do amor e do compromisso, mas infelizmente assistimos a muitos deles, e partidos, interessados no enriquecimento e no poder pelo poder. E chegamos a situações como essa do Brasil hoje”.

O religioso comentou que a propalada crise econômica do País vai servir para “purificar a todos, dar uma nova visão nova de Brasil, de responsabilidade, do eleitor que é responsável por aqueles que ele elege. É bom que a gente veja as consequências que o nosso voto teve, para que nas próximas eleições nós saibamos votar melhor, nos organizemos mais como eleitores e cidadãos”. 

Pentecostes

A tradicional festa de Pentecostes deve reunir, aproximadamente, 100 mil fieis no próximo domingo, dia 15, no Centro de Convenções de Manaus (Sambódromo), a partir das 15h. O tema escolhido para o evento religioso é “Espírito Santo, Fonte de Vida e Misericórdia”.

Acima, imagem da celebração de Pentecostes do ano passado, no Sambódromo

Pentecostes é uma grande festa da Igreja Católica em que todos os cristãos são convidados a celebrar a vinda do Espírito Santo, ocorrido pela 1ª vez em Jerusalém, 50 dias após a ressurreição de Jesus (Páscoa), em cumprimento à promessa que Cristo fez a seus apóstolos de que eles receberiam o Paráclito (Espírito Santo) que os fortaleceria para a missão de testemunhar e anunciá-lo ao mundo, fato este que ocorre até os dias de hoje.

“Pentecostes é a festa da fundação, e em 2016 o diferencial é que estamos no ano do Jubileu da Misericórdia convocado pelo papa Francisco. E misericórdia é a capacidade de sentir o sofrimento do outro, e agir a partir daí. O grande significado do Pentecostes é o perdão, sentir as razões do outro e perdoá-lo. Sem misericórdia, temos a morte, a violência. Só a misericórdia vai salvar o mundo, que está tão violento. É próprio da humanidade. É Deus que vem em nosso auxílio com seu Espírito para infundir em nosso coração a misericórdia”, explicou o arcebispo.

Quem desejar pode doar 1 quilo de alimento não-perecível na entrada do Sambódromo no dia de Pentecostes. “Das obras de misericórdia, talvez a mais fundamental, a mais básica, é dar pão a quem tem fome. É uma necessidade básica, e como símbolo desse compromisso nosso de superar a fome e a miséria, quem vem à festa é convidado a trazer 1 quilo de alimento não-perecível. Que na vida estejamos atentos aqueles que não têm o que comer, que é muito difícil. São tempos de crise, temos que ter mais generosidade e fraternidade”, comentou o religioso, lembrando, também, das “pessoas doentes e idosos que não vem à procissão, mas que acompanham das suas casas pelos meios de comunicação; é uma festa onde todos os católicos estão envolvidos” .

Corpus Christi

Já no dia 26, a partir das 16h, a Praça do Congresso recebe a celebração de Corpus Christi, que traz neste ano “Eucaristia: Fonte de Misericórdia”, seguida de procissão e, por fim, a adoração solene e bênção do Santíssimo Sacramento no Santuário de Nossa Senhora de Fátima, na Praça 14 de Janeiro, bairro da Zona Sul. São esperados cerca de 70 mil fieis.

Ser misericordioso não é ter dó do outro: é agir a partir da compaixão, explica o religooso

Corpus Christi  é uma festa religiosa católica que visa celebrar o mistério da Eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo. A festa é um ato público de fé na presença real de Jesus Cristo na Hóstia Consagrada que acontece na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade. “A Eucaristia é o grande sinal que Jesus nos deixou. Pão e vinho consagrados. Todos estão convidados”, completa dom Sérgio Castriani.

FRASE

"Assistimos a muitos políticos e partidos interessados no enriquecimento e no poder pelo poder. E chegamos a situações como essa do Brasil hoje"

Dom Sérgio Castriani, arcebispo Metropolitano de Manaus

BOXE:

Junho com 2 ordenações episcopais

Este mês de maio tem outros eventos importantes do calendário da Igreja Católica além de Pentecostes e Corpus Christi. Os fieis vão celebrar na próxima sexta-feira 13 o Dia de Nossa Senhora de Fátima, e no dia 22 a data de Santa Rita de Cássia. 

“Maio é o mês de Maria, mês das mães, da Páscoa, dos Trabalhadores. É um mês bonito, e onde temos várias e grandes celebrações. A peregrinação da imagem de Nossa Senhora de Fátima foi uma delas, encerrando agora dia com a grande procissão, depois Pentecostes que é a festa da igreja, das comunidades, da comunhão do Espírito Santo, que é preparada e celebrada pelas nossas comunidades. Depois teremos Santa Rita de Cássia, onde temnos uma decovação importante, e Corpus Christis, que é a festa da Eucaristia, Jesus presente no pão consagrado, onde a Igreja dá testemunho público da sua fé, saindo às ruas em procissão. O mês se encerra nas comunidades com a coroação da  imagem de Nossa Senhora no dia 31. É um mês bonito, mariano, de muita fé, devoção, e de animação espiritual”, destacou o arcebispo Metropolitano dom Sérgio Castriani.

Ele também informou que no próximo mês serão realizadas duas ordenações episcopais. A primeira acontece em 5 de junho, quando sera ordenado bispo o frei Sebastian Sánchez, pároco da Igreja de Santa Rita, que será arcebispo do Município de Lábrea (a 702 quilômetros de Manaus). A outra ordenação será feita no dia 19, quando dom José Albuquerque De Araújo será bispo auxiliar na capital, informou o religioso, na coletiva realizada na manhã de ontem para falar sobre os eventos religiosos acompanhado do coordenador Arquidiocesano de Pastoral, padre Geraldo Bendaham, e do pároco da Catedral de Nossa Senhora da Conceição, padre Charles Cunha.

SERVIÇO 1

Evento: Pentecostes 2016 - “Espírito Santo, Fonte de Vida e Misericórdia”

Data:  15 de maio, domingo

Horário:  Animação e confissões iniciam às 15h; Missa às 17h

Local:  Centro de Convenções  de Manaus (Sambódromo)

Informações:  3198-0919

SERVIÇO 2

Evento:  Festa de Corpus Christi - “Eucaristia: Fonte de Misericórdia”

Data: 26 de maio

Horário:  Missa às 17h, seguida de procissão e adoração ao Santíssimo

Local:  Praça Antônio Bittecourt (Praça di Congresso, rua Ramos Ferreira, Centro)