Publicidade
Manaus
Manaus

Assembleia e Câmara investem em nova campanha em Manaus

Desta vez, as alianças estão sendo construídas para assegurar os postos de comando nas duas casas legislativas. Três grupos congregam os interessados na direção da mesa diretora da ALE-AM 01/11/2012 às 07:37
Show 1
Presidente da ALE-AM, deputado Ricardo Nicolau (à esquerda), quer segundo mandato, mas a Constituição veda
kleiton renzo ---

As futuras mesas diretoras da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) e da Câmara Municipal de Manaus (CMM) são objeto de intensas negociações encerradas as eleições municipais. Na Assembleia, a eleição ocorrerá no dia 21 de dezembro. Na CMM, no dia 1º de janeiro de 2013, após a posse dos eleitos. Na Casa, três vereadores já iniciaram os jantares e os almoços com os colegas como parte das estratégias para assegurar apoio às candidaturas. Na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), 11 deputados estão de olho na sucessão do presidente da Casa, Ricardo Nicolau (PSD). Ele próprio quer um segundo mandato.

Três grupos congregam os interessados na direção da mesa diretora da ALE-AM. Da base aliada ao senador Eduardo Braga, do PMDB, aparecem Vicente Lopes, Belarmino Lins e Marcos Rotta; os que seguem com o governador Omar Aziz, do PSD, são Chico Preto, Josué Neto e Ricardo Nicolau. Ainda na base de Omar, aparecem o deputado Adjuto Afonso (PP), e o líder do governo no parlamento, Sinésio Campos (PT).

Aparecem ainda na lista de ‘presidenciáveis’ os três deputados de oposição Marcelo Ramos (PSB), José Ricardo (PT) e Luiz Castro (PPS). “Vamos nos reunir na próxima semana para discutir se lançaremos um nome de oposição. Até o momento,  somos, os três, potenciais candidatos”, disse Marcelo Ramos.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).