Publicidade
Manaus
CRIMINOSOS

Áudios revelam como criminosos se passavam por médicos e aplicavam golpes

A Polícia Civil do Amazonas deflagrou a operação "Jaleco Preto", que tem como objetivo desarticular uma quadrilha organizada de estelionatários e possui alvos pacientes internados da UTI 23/11/2017 às 07:47 - Atualizado em 23/11/2017 às 08:07
Show opera  o 222222
acritica.com Manaus (AM)

Policiais civis do 23º Distrito Integrado de Polícia (DIP), de Manaus, deflagraram na manhã desta quinta-feira (23), a operação "Jaleco Preto", que tem como objetivo desarticular uma quadrilha organizada de estelionatários que aplicaram golpes em, ao menos, seis estados brasileiros. A reportagem do Portal A Crítica teve acesso a áudios que comprovam a ação dos criminosos.

Em um dos áudios, um homem cobra que a neta de uma paciente deposite o valor combinado na conta para que uma "medicação particular seja efetuada". Já em outro momento, o criminoso pergunta o motivo de uma das vítimas ter bloqueado a conta. "Você não esperou nem eu sacar o dinheiro todo", disse. 

LEIA MAIS: Grupo de estelionatários é alvo de operação da PC; pacientes em UTIs eram vítimas

De acordo com a Polícia Civil, os mandados foram cumpridos na cidade de Rondonópolis, em Mato Grosso, com base em uma investigação que durou cerca de dois meses. 

Policiais do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), da Polícia Civil do Estado do Amazonas, e da Delegacia Especializada de Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), da Inteligência Penitenciária e Diretoria de Inteligência do Estado do Mato Grosso participaram da operação.