Publicidade
Manaus
FALTA DE SEGURANÇA

Autoridades discutem estratégias para reduzir número de assaltos a coletivos

Entre janeiro e julho foram registrados mais de 2,1 mil assaltos. Utilização do cartão Passafácil pode ser a saída para a redução dos crimes, diz Sinetram 10/08/2017 às 17:50
Show onibus
Sinetram afirma que mais de 2 mil assaltos ocorreram na capital de janeiro a julho (Foto: Arquivo/AC)
acrítica.com Manaus (AM)

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) se reuniu, na manhã desta quinta-feira (10), com representantes do Ministério Público do Estado (MPE), Superintendência Municipal dos Transportes Urbanos (SMTU), além de outros órgãos, para tratar dos elevados números de assaltos dentro dos ônibus e discutir estratégias para diminuir esses índices.

Uma das medidas para a diminuição dos índices de assaltos dentro dos coletivos é o pagamento da tarifa apenas com os cartões Passafácil, pois evita que o cobrador acumule dinheiro na catraca o que, segundo levantamentos dos órgãos de segurança, é o principal chamariz dos criminosos. 

"Esse tipo de pagamento vai trazer segurança tanto para os colaboradores, quanto para os usuários. Temos exemplos de outros Estados que já utilizam esse mecanismo (pagamento apenas com cartão Passafácil) e conseguiram reduzir os índices de assaltos dentro dos coletivos. Aqui em Manaus também é possível. Possuímos tecnologia para esse tipo de serviço”, destacou Fernando Borges, advogado do Sinetram.

Uma nova reunião ficou marcada para o próximo dia 11 de setembro, onde se espera a presença dos órgãos de Segurança Pública e do Município, e um acordo para que as medidas sejam implantadas.

Também participaram da audiência, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AM), através da comissão de Defesa do Consumidor e representantes da Comissão de Transporte da Câmara Municipal de Manaus (CMM).