Publicidade
Manaus
Manaus

Autuados ultrapassam os 25%

Segundo o Ipem, 543 dos 2.001 veículos de transporte escolar, caminhões e ônibus fiscalizados este ano estavam irregulares 16/03/2013 às 12:13
Show 1
O diretor-presidente do Ipem, Márcio André Brito, mostra o cronotacógrafo
acritica.com ---

Dos 2.001 veículos vistoriados este ano para aferição do cronotacógrafo, equipamento registrador de velocidade, tempo e distância de veículos de transporte de cargas e condução escolar, 543 foram autuados, o equivalente a mais de 25%. 

A informação foi dada pelo diretor-presidente do Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem), Márcio André Brito. Essa situação, segundo ele, é reflexo da inexistência da fiscalização durante o ano de 2011, quando não houve empresa interessada na licitação para o serviço. Agora, segundo ele, uma campanha de conscientização está sendo feita, indicando a necessidade da aferição do equipamento.

De uso obrigatório em veículos como kombis e vans escolares com mais de dez lugares para passageiros, caminhões e ônibus de carga com peso bruto total ou superior a 4,536 toneladas, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o cronotacógrafo grava informações sobre o cumprimento de roteiros de viagem, itinerários, horários de saída e chegada, respeito aos limites de velocidade, tempos de condução e descanso, paradas não programadas e muitas outras.

Além do registro da velocidade e a distância percorrida pelo veículo fiscalizado, o equipamento permite a reconstituição e elaboração, pelos peritos de trânsito, de laudos técnicos em caso de acidentes envolvendo esses veículos, com produção de provas aceitas legalmente. “É como se fosse a caixa preta do veículo, que permite confirmar ou não a informação do motorista, em caso de acidente”, assegurou o diretor-presidente do Ipem.

METAS

O Ipem, segundo Márcio André Brito, tem como meta fazer a verificação dos tacógrafos de 350 veículos por mês, por meio da empresa Vital Gás Serviços Automotivos, ganhadora da licitação realizada pel oórgão.

Servidores do Ipem atuam em rodovias como a AM-010 (Manaus-Itacoatiara) e a BR-174 (Manaus-Boa Vista), onde há fluxo de veículos desse porte, para abordagens. Diariamente, Paulo Henrique contabiliza a verificação de 48 veículos e diz que os proprietários de veículos têm que buscar o posto de vistoria, situado na avenida Max Teixeira, nº 1660.

Márcio argumenta que a verificação permite o controle contínuo da condução do veículo, condição importante para a redução do número de acidentes, já que esse controle inibe o motorista a trafegar desrespeitando os limites de velocidade, um dos fatores que contribui para a segurança nas estradas.