Publicidade
Manaus
RETORNO

Avião com corpo de amazonense morto na Venezuela chega a Manaus

O avião da Rico Linhas Aéreas trouxe ainda a esposa e os filhos de Amaury Castro da Silva, 47, vítima de latrocínio na Venezuela; velório será na funerária Almir Neves 15/01/2018 às 20:12 - Atualizado em 15/01/2018 às 20:41
Show corpo venezuelano
Foto: Evandro Seixas
Oswaldo Neto Manaus (AM)

O corpo do amazonense Amaury Castro da Silva, 47, desembarcou no terminal 2 do aeroporto Eduardo Gomes, o “Eduardinho”, na noite desta segunda-feira (15). Familiares da vítima de latrocínio na Venezuela aguardavam a chegada do corpo e recepcionaram a esposa e os filhos de Amaury. Uma homenagem feita pelo Corpo de Bombeiros, despejando água de duas viaturas, marcou a chegada da família em Manaus.

O avião pousou na pista do aeroporto às 19h50. Após a aterrissagem, familiares foram tentar prestar apoio à esposa de Amaury, Bárbara Silva, e os filhos de 16 e 19 anos que estavam na viagem, mas eles não saíram pelo saguão e deixaram o aeroporto em uma van da Rico Linhas Aéreas.

Um tio de Bárbara, Douglas Silva, disse que ainda não há informações sobre os procedimentos que vão ser adotados para investigar o caso. “Há uma crise muito grande entre o governo brasileiro e o da Venezuela. A gente precisa de respostas para algumas perguntas que são incabíveis. Vamos conversar e ver o que podemos fazer para que outras pessoas não passem por isso”, declarou.

À imprensa, os familiares disseram que o corpo seguirá para a funerária Almir Neves, na rua Monsenhor Coutinho, no Centro de Manaus, para que os procedimentos de embalsamento iniciem. O horário do velório não foi informado.

Publicidade
Publicidade